Educação

Ano letivo no DF comec?a com tensa?o e incerteza

Educac?a?o pu?blica. Aulas voltam hoje para quase 500 mil estudantes, mas 35 mil deles na?o sabem qual modelo pedago?gico seguira?o, pois ciclos continuam sendo discutidos

Hoje comec?am as aulas na escolas da rede pu?blica do DF, mas parte dos alunos e professores na?o sabe o que esperar do ano letivo. A Secretaria de Educac?a?o garante que a aplicac?a?o dos pole?micos ciclos no lugar das se?ries anuais comec?a hoje, mas aliados do governador Agnelo Queiroz (PT) garantem que ele quer discutir o assunto por mais tempo. Na?o havia definic?a?o sobre o tema ate? o fechamento desta edic?a?o.

A revisa?o do projeto pedago?gico com o objetivo de reduzir as altas taxas de reprovac?a?o no DF foi oficialmente anunciada em janeiro pelo secreta?rio de Educac?a?o, Denilson Bento.
 

Desde enta?o, a pasta tem sido bombardeada com cri?ticas, porque a troca das se?ries por ciclos e a adoc?a?o da semestralidade no ensino me?dio na?o foram amplamente discutidas.

A poli?tica foi criticada por professores da UnB (Universidade de Brasi?lia), que avaliaram as mudanc?as como prejudiciais aos alunos da rede pu?blica no vestibular; pelo Ministe?rio Pu?blico, que prepara ac?a?o para barrar o modelo na Justic?a; e pelo Sindicato dos Professores, que ja? esta? processando o governo. …

                 

Reprovac?a?o no Conselho

A maior pressa?o, pore?m, aconteceu na u?ltima semana, quando o Conselho de Educac?a?o, o?rga?o que deve ajudar a secretaria a formular poli?ticas para a a?rea, reprovou os ciclos em uma votac?a?o pre?via. O secreta?rio precisou intervir para evitar uma votac?a?o final, deixando os conselheiros irados.

Diante da pressa?o, o pro?prio Denilson Bento comec?ou a perder a confianc?a. “Essa nova proposta, que sera? institui?da no segundo semestre de 2013, busca a aprendizagem dos estudantes”, disse, em um evento na u?ltima semana.

Ontem, pore?m, a pasta garantiu que as mudanc?as valem a partir de hoje para cerca de 35 mil estudantes – sobretudo do Guara?, do Recanto das Emas, de Sa?o Sebastia?o, do Nu?cleo Bandeirante e de Santa Maria, onde o projeto piloto deve comec?ar.

Por Raphel Veleda

Fonte: Jornal Metro Brasília – 14/02/2013
Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar
%d blogueiros gostam disto: