Agenda Cultural e Convites

As informações para esta seção são publicadas gratuitamente. O material de divulgação deve ser enviado com informações completas do evento (Inclusive data e preço), no mínimo cinco dias úteis antes de sua realização. Enviar email para: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Mostra Polpa Moldada para as Artes reúne 180 exemplares de máscaras produzidos por artesãos e catadores de lixo reciclável de sete cidades do DF

Correio Braziliense - 21/09/2017 08:06 / atualizado em 21/09/2017 08:48

Máscaras foram confeccionadas em protótipo adaptado por brasiliense e ficarão em exposição de hoje até sábado


Começa nesta quinta-feira (21/9) e segue até sábado, no Gama, a exposição que apresentará um conjunto de 180 máscaras decorativas e produzidas com papel reciclado. A mostra Polpa Moldada para as Artes reúne peças confeccionadas por artesãos e catadores de lixo reciclável que participaram de uma série de oficinas realizadas em sete cidades do Distrito Federal.

Os workshops foram promovidos para colaborar com o processo de reciclagem e a preservação do meio ambiente, além de contribuir com a produção individual e o lucro de pequenos produtores, artesãos e recicladores do Distrito Federal. A técnica de confecção das máscaras recebe o nome de polpa moldada por consistir de uma mistura de papel e água que é, posteriormente, moldada por meio de um sistema de sucção a vácuo. 

A Estrutural foi uma das cidades por onde a oficina passou. A gerente de projetos da Associação da Melhor Idade, Integração e Sociedade (Amis), Luciene Alves, conta que os participantes do workshop, realizado na entidade, viram na atividade uma oportunidade de estimular a criatividade e de ter uma nova fonte de renda. 

“Foi um trabalho prático bacana. Não houve só o lado visual. Ele despertou a criatividade de cada um dos participantes, que eram artesãos, ex-catadores, jovens, idosos, deficientes. Eles fizeram 30 máscaras e vão receber R$ 10 a cada uma. Muita gente também ficou interessada em como fazer a máquina, para continuarem produzindo”, relata Luciene. 

 

Arte e inovação

O idealizador da proposta e coordenador da exposição, Marco Augusto de Rezende, afirma que já trabalhava com artes desde antes da realização do projeto. Ele conta ainda que descobriu o processo de produção da polpa moldada ao pesquisar como eram feitas as caixas de ovos. Depois disso, tentou projetar um equipamento menor que o utilizado nas indústrias, de menor custo, portátil e que pudesse ser utilizado por cooperativas de recicladores de lixo e artesãos para a produção de outros objetos.

O dinheiro, fornecido pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF), permitiu a elaboração de dois equipamentos para moldelagem, que serão doados às associações de catadores e artesãos e vão permitir a confecção de até mil peças por dia. Além de máscaras, os beneficiados poderão produzir embalagens, telas ecológicas para pintura, vasos e outros objetos decorativos. 

“Foram dois anos de pesquisa. Transformamos um objeto muito grande e caro em algo pequeno e acessível porque, antes, só as indústrias faziam isso. Além da reciclagem, esse projeto pode gerar renda para as cooperativas. Inclusive, muitos locais já estão formando grupos de produção e duas entidades já fizeram convites para receber a exposição de máscaras feitas por eles”, celebra Marco Augusto.

 

Anote

Exposição Polpa Moldada para as Artes

Local: Espaço Viveiro Cultural/Cooperfênix - Q1 5, Lote 1100, Setor de Indústria do Gama

Data: 21 a 23 de setembro

Horário: 9h às 18h

Censura livre. Entrada franca.

 

* Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer 

Nos dias 14 e 15 de setembro (quinta e sexta-feira) a Administração Regional de Santa Maria, em parceria com a Coordenação Regional de Ensino, realizará a Exposição de Tecnologia, Ciências, Arte e Cultura de Santa Maria - EXPOSSANTA 2017.

O evento terá início no dia 14, com a realização do Circuito de Ciências, das 9 às 16h. No segundo dia, 15, acontecerá a Plenarinha e o Festival de Música Escolar.

A EXPOSSANTA tem por objetivo torna-se o fórum anual para o intercâmbio de conhecimentos e experiências relacionadas à ciência, tecnologia e cultura para estudantes e comunidade em geral de Santa Maria através da exposição de trabalhos desenvolvidos por alunos da rede de ensino pública e privada.
 

Expossanta 2017

14 de setembro - quinta-feira
Circuito de Ciências
Hora: das 9h às 16h
Local: Quadradão Cultural, setor Central de Santa Maria, ao lado da quadra coberta


15 de setembro - sexta-feira
Plenarinha das 9h às 16h
Festival de Música das 14h às 18h
Local: Quadradão Cultural, setor Central de Santa Maria, ao lado da quadra coberta

 


Infomrou Assessoria de Comunicação da Administração Regional de Santa Maria DF - RA XIII

3392-8482 / 99287-1928 whatsapp

Júlia Buonafina, da Redação do Notibras - 06/09/2017 - 19:28 Foto/Divulgação


Com oito orquestras, a segunda edição do Festival de Orquestras Populares começou na noite desta quinta (6) em Brasília e segue até sexta-feira (8), no estacionamento da Caixa Cultural. O festival tem a participação de grupos instrumentistas do Distrito Federal e de estados como São Paulo, Pernambuco e Bahia.

As orquestras convidadas apresentarão arranjos musicais representativos de suas linguagens sonoras com expressões contemporâneas das tradições populares brasileiras. Segundo o maestro Proveta, da Banda Mantiqueira (SP), o festival traz histórias de pessoas que estão ligadas diretamente à cultura e à educação.

“Essas bandas que estão aqui são bandas que trazem assuntos comuns, que dizem respeito à ancestralidade, à origem desse país, à origem das pessoas e suas histórias.”

Estão na programação do festival a Orquestra Popular do Recife, Banda Sinfônica de Sobradinho e a Orquestra Popular Candanga, Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz, Banda Mantiqueira, Orquestra de Cavaquinhos de Brasília, Funqquestra, Maestro Forró, Orquestra Popular da Bomba do Hemetério e a Orquestra Popular Marafreboi.

A organização do festival espera receber mais de 10 mil pessoas nos três dias do evento.

OFICINA
De 15/9 a 19/9, às 14 h no Gama
Compondo trilhas sonoras, com Mateus Alves
Sesc Gama, Setor Leste Industrial, QI 1, Lotes 620, 640, 660 e 680

18/9 e 19/9, às 14h30
FESTIVALZINHO
Espaço Semente (Gama).

PROGRAMAÇÃO MULTICULTURAL
16/9, às 18 h no Gama
DJ Roger e as bandas Tertúlia na Lua e Supervibe
Espaço Semente — Setor Central, Entrequadras 52/54

OFICINA
De 15/9 a 19/9, às 14 h
Compondo trilhas sonoras, com Mateus Alves
Sesc Gama, Setor Leste Industrial, QI 1, Lotes 620, 640, 660 e 680

PROGRAMAÇÃO MULTICULTURAL
17/9, às 18 h no Gama
DJ Mofx e as bandas 3EJAH e Volt Vandre
Espaço Semente — Setor Central, Entrequadras 52/54

PROGRAMAÇÃO MULTICULTURAL
18/9, às 18 h no Gama
DJ Foxxy
Espaço Semente — Setor Central, Entrequadras 52/54

PROGRAMAÇÃO MULTICULTURAL
19/9, às 18 h no Gama
DJ Luciano Mix
Espaço Semente — Setor Central, Entrequadras 52/54

PROGRAMAÇÃO MULTICULTURAL
20/9, às 18 h no Gama
DJ Bola
Espaço Semente — Setor Central, Entrequadras 52/54

PROGRAMAÇÃO MULTICULTURAL
21/9, às 18 h no Gama
DJ Bola e DJ MVLXNE
Espaço Semente — Setor Central, Entrequadras 52/54

PROGRAMAÇÃO MULTICULTURAL
22/9, às 18 h no Gama
DJ Paulo Melo e as bandas Choro de Bamba e Sambakana
Espaço Semente — Setor Central, Entrequadras 52/54

PROGRAMAÇÃO MULTICULTURAL
23/9, às 18 h no Gama
DJ Bola, DJ Brotha e as bandas Prethais e Lilian Gueira
Espaço Semente — Setor Central, Entrequadras 52/54


Programação completa. Clique aqui! 

Espetáculo de teatro de bonecos que traz verve popular em três quadros, com adaptação de contos populares e História infantil, alinhavadas por uma contadora de histórias.  A montagem foi inspirada nos contos: “O Vaqueiro que não Sabia Mentir”, ”O Barbeiro e o Fazendeiro” e o “Macaco e a velha”. 

Ficha técnica:

Atores-bonequeiros: Airton Masciano, Eudes Leão, Leda Carneiro
Sonoplastia: Cristiano Alves.


Entrada Franca.

Dia: 08/09/2017

Horas: 17:00.

Classificação livre

Um espetáculo solo em que o Marco Augusto dá vida a todos os personagens da história de João, um menino movido pela curiosidade, fantasia e astúcia de toda criança, que vence o gigante e acaba com a fome e a aridez do lugar onde mora, mudando seu destino e de sua família.

Um conto popular rico em simbolismo, uma aventura fantástica e de elementos mágicos: a semente que brota até o céu, a galinha dos ovos de ouro, o terrível gigante, a harpa encantada, tudo isso encenado com o encanto do teatro de bonecos.

FICHA TÉCNICA
Adaptação, direção e atuação: Marco Augusto
Sonoplastia e Iluminação: Gilmar Martins
Duração: 40 minutos
 

Entrada Franca
Dia: 09/09/2017
Horas: 17:00
Classificação livre