Agenda Cultural e Convites

As informações para esta seção são publicadas gratuitamente. O material de divulgação deve ser enviado com informações completas do evento (Inclusive data e preço), no mínimo cinco dias úteis antes de sua realização. Enviar email para: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O Gama vai receber, de 18 a 21 de setembro, no Teatro do SESC, mostras competitivas do 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. As sessões vão acontecer em dois horários: às 19h, com curtas e longas documentários, e às 21h, curtas de ficção e animação e longa de ficção.

FESTIVALZINHO - Na programação terá ainda exibições do Festivalzinho, diariamente às 10h. O programa inclui o filme O rei de uma nota só ea borboleta azul, de Carlos Del Pino (71min08, DF, 2013), adaptação de duas mini-óperas direcionadas ao público infanto-juvenil. A primeira, de temática política, apresenta a história de um Jovem Príncipe que luta contra o hábito de seu pai, o Rei, de promulgar leis absurdas. A segunda, de cunho ecológico, mostra crianças de uma escola que lutam contra a derrubada de um bosque que, segundo a lenda, é o habitat da Borboleta Azul. Classificação indicativa: livre.

Confira a programação:
 

Dia 18/09
10h, Festivalzinho
O rei de uma nota só e a borboleta azul, de Carlos Del Pino(71min08, DF, 2013) livre
(curtas-metragens)
 
19h, Mostra competitiva – Documentário 
Luna e Cinara, de Clara Linhart (14min, RJ, 2012) livre
Outro Sertão, de Adriana Jacobsen e Soraia Vilela (73min, ES, 2013) 12 anos
 
21h, Mostra competitiva – Ficção e Animação
Deixem Diana em paz, de Julio Cavani (10min, PE, 2013) 16 anos
Sylvia, de Artur Ianckievicz (17min18, PR, 2013) Livre
Os pobres diabos,de Rosemberg Cariry (98min, CE, 2013)14 anos
 
Dia 19/09
10h, Festivalzinho
O rei de uma nota só e a borboleta azul, de Carlos Del Pino(71min08, DF, 2013) livre
(curtas-metragens)

19h, Mostra competitiva – Documentário
O canto da lona, de Thiago Brandimarte Mendonça (25min, SP, 2012) Livre
O mestre e o Divino, de Tiago Campos (83min, PE, 2013) Livre
 
21h, Mostra competitiva – Ficção e Animação
RYB, de Deco Filho e Felipe Benévolo (4min, DF, 2013) livre
Lição de Esqui,de Leonardo Mouramateus e Samuel Brasileiro (23min, CE , 2013) 12 anos
Depois da chuva, de Cláudio Marques e Marília Hughes (90min, BA, 2013) 14 anos
 
Dia 20/09
10h, Festivalzinho
O rei de uma nota só e a borboleta azul, de Carlos Del Pino(71min08, DF, 2013) livre
(curtas-metragens)

19h, Mostra competitiva – Documentário
Carga viva, de Débora de Oliveira (18min, MG, 2013) livre
Hereros Angola, de Sergio Guerra (99min, BA, 2013)16 anos
 
21h, Mostra competitiva – Ficção e Animação
Faroeste - um autêntico western, de Wesley Rodrigues, (18min25, GO, 2013) livre
Au revoir, de Milena Times (20min, PE, 2013) livre
Avanti popolo, de Michael Wahrmann (72min, SP, 2013) livre
 
Dia 21/09
10h, Festivalzinho
(curtas-metragens) livre
 
19h, Mostra competitiva – Documentário
O gigante nunca dorme, de Dácia Ibiapina (15min, DF, 2013) livre
Morro dos Prazeres, de Maria Augusta Ramos (90min, RJ, 2013) 12 anos
 
21h, Mostra competitiva – Ficção e Animação 
Engole ou cospervilha?, de Marão, David Mussel, Pedro Eboli, Fernanda Valverde, Jonas Brandão, Giuliana Danza, Gabriel Bitar e Zé Alexandre (8min, RJ, 2013) 16 anos
Todos esses dias em que sou estrangeiro, de Eduardo Morotó (20min, RJ, 2013) 16 anos
Amor, plástico e barulho, de Renata Pinheiro (90min, PE, 2013) 14 anos 
 

imgO I Festival de Cultura Inclusiva do DF é uma mostra, coordenada por Lurdinha Danezy, dos trabalhos desenvolvidos por pessoas com deficiência nas oficinas de pintura, escultura em argila, cerâmica e papel machê oferecidas com o objetivo de criar um ambiente capaz de ensinar diferentes tipos do fazer artístico para pessoas com deficiência e possibilitar o contato direto de pessoas sem deficiência, candidatas a trabalhar como monitoras, para atender, entender e vivenciar as relações sociais entre pessoas socialmente instituídas como deficientes, usando os espaços culturais como ambiente para essa relação.

A exposição “Arte Visual” com curadoria de Glenio Lima, é composta por pinturas, esculturas e objetos em cerâmica e papel machê que poderão ser tocados tanto por cegos quanto por videntes vendados e contará com monitores intérpretes de libras e áudio descritores.

A peça “Diversos Dias”, uma construção coletiva sob o comando da diretora teatral Mônica Gaspar com a participação de todo o elenco formado, na sua maioria, por pessoas com deficiência, será traduzida em LIBRAS e terá áudio descrição

Local: CCBB

Exposição Arte Visual: de 10 a 22 de setembro da 9h às 21h (Vão central)

Peça teatral  “Diversos dias”:  14, 15, 21 e 22 de setembro às 21 horas (teatro I)

Classificação livre/Entrada franca

Informações com Lurdinha Danezy no 92975885

imgBadi leva a Brasília seu 11° álbum “Amor e outras manias crônicas”. De volta do lançamento nos EUA, faz apresentação na cidade, no dia 12/09, na Fnac do Park Shopping Brasília.


Lançado pelo próprio selo, o Quatro ventos, o novo disco de Badi Assad traz como novidade um acento pop, com melodias doces e assobiáveis. “Quando eu fui lá para o interior, cuidar de filho, a simplicidade me invadiu. As composições ficaram naturalmente mais simples”, explica ela por telefone. Pegando rascunhos de letras e melodias que ficaram incompletas, ela foi reconstruindo ideias e sentimentos. “As letras foram resgates de muita coisa que eu escrevi, mas que não tinha terminado. São letras de vários momentos da minha vida, que permanecem atuais. Claro que tem algumas manias novas que a gente adquire com o tempo”.


Com essa metodologia, ela chegou às 12 composições de Amore outras manias crônicas. Destas, apenas “Saudade verdade sorte” é assinada com algum parceiro, no caso Pedro Luís. A demais são melodias e letras de Badi, que ainda dividiu os arranjos com Márcio Arantes e Guilherme Kastrup. Também coube a eles dois a produção do disco. “Tem canções singelas, com letras falando de amor e balão, e músicas apimentadas, falando sobre casais que se amam ou se odeiam. Quando eu compus, queria chamar um produtor que fosse mais jovem, que não fosse do universo do jazz”, explica ela, que logo pensou em Guilherme.


Aproveitando ainda esse fluxo de composições que veio inspirado na filha Sofia, Badi Assad já está de olho em um projeto infantil, previsto para o começo do próximo ano. Já aprovado pela Lei Rouanet, ela pretende montar um espetáculo onde junte suas porções musical e teatral. Segundo ela, algumas composições já estão prontas e devem entrar para o show desta noite. “No processo criativo, você entra numa onda e ela fica. Ela desponta por algum motivo e, conforme você vai alimentando, ela fica”, divaga a artista que já tem convites para levar o futuro projeto à Sérvia e à Estônia. “Só vou precisar fazer algumas traduções”, adianta.

Serviço
“Amor e outras manias crônicas” em Brasília

12 de setembro de 2013(quinta-feira), às 19h30
Livraria Fnac - Park Shopping - SAI/SO ÁREA 6580 LUC 149P - GUARÁ BRASILIA - DF 
Entrada Franca e Livre para todos os públicos
Informações: (61)21052000

img


Sessões às 19h, com curtas e longas documentários, e às 21h, com curtas de ficção e animação e longa de ficção. A entrada é franca.

FESTIVALZINHO
Terá também exibições do Festivalzinho, diariamente às 10h. A programação inclui o filme "O rei de uma nota só e a borboleta azul", de Carlos Del Pino. Uma adaptação de duas mini-óperas direcionadas ao público infanto-juvenil. A primeira, de temática política, apresenta a história de um Jovem Príncipe que luta contra o hábito de seu pai, o Rei, de promulgar leis absurdas. A segunda, de cunho ecológico, mostra crianças de uma escola que lutam contra a derrubada de um bosque que, segundo a lenda, é o habitat da Borboleta Azul. Classificação indicativa: livre.

Ainda no Festivalzinho exibição de curtas-metragens "A mula teimosa e o controle remoto", de Hélio Viela Nunes (SP), "Cadê meu rango", de George Munari Damiani (SP), "A grande viagem", de Caroline Fioratti (SP), "O macaco e o rabo", direção coletiva (PE), "Regando bigodes", de Thais Vasconcellos e Katia Lund (RJ), "Bud’s song time", de Hélder Nóbrega (SP) e "O fim do recreio", de Vinícius Mazzon e Nélio Spréa (PR).

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO - Teatro SESC Campus Gama IFB:

Dia 18/09

10h, Festivalzinho
O rei de uma nota só e a borboleta azul, de Carlos Del Pino (71min08, DF, 2013) livre
(curtas-metragens)

19h, Mostra competitiva – Documentário
Luna e Cinara, de Clara Linhart (14min, RJ, 2012) livre
Outro Sertão, de Adriana Jacobsen e Soraia Vilela (73min, ES, 2013) 12 anos

21h, Mostra competitiva – Ficção e Animação
Deixem Diana em paz, de Julio Cavani (10min, PE, 2013) 16 anos
Sylvia, de Artur Ianckievicz (17min18, PR, 2013) Livre
Os pobres diabos,de Rosemberg Cariry (98min, CE, 2013)14 anos

Dia 19/09

10h, Festivalzinho
O rei de uma nota só e a borboleta azul, de Carlos Del Pino (71min08, DF, 2013) livre
(curtas-metragens)

19h, Mostra competitiva – Documentário
O canto da lona, de Thiago Brandimarte Mendonça (25min, SP, 2012) Livre
O mestre e o Divino, de Tiago Campos (83min, PE, 2013) Livre

21h, Mostra competitiva – Ficção e Animação
RYB, de Deco Filho e Felipe Benévolo (4min, DF, 2013) livre
Lição de Esqui, de Leonardo Mouramateus e Samuel Brasileiro (23min, CE , 2013) 12 anos
Depois da chuva, de Cláudio Marques e Marília Hughes (90min, BA, 2013) 14 anos

Dia 20/09

10h, Festivalzinho
O rei de uma nota só e a borboleta azul, de Carlos Del Pino (71min08, DF, 2013) livre
(curtas-metragens)

19h, Mostra competitiva – Documentário
Carga viva, de Débora de Oliveira (18min, MG, 2013) livre
Hereros Angola, de Sergio Guerra (99min, BA, 2013)16 anos

21h, Mostra competitiva – Ficção e Animação
Faroeste - um autêntico western, de Wesley Rodrigues, (18min25, GO, 2013) livre
Au revoir, de Milena Times (20min, PE, 2013) livre
Avanti popolo, de Michael Wahrmann (72min, SP, 2013) livre

Dia 21/09

10h, Festivalzinho
(curtas-metragens) livre

19h, Mostra competitiva – Documentário
O gigante nunca dorme, de Dácia Ibiapina (15min, DF, 2013) livre
Morro dos Prazeres, de Maria Augusta Ramos (90min, RJ, 2013) 12 anos

21h, Mostra competitiva – Ficção e Animação
Engole ou cospervilha?, de Marão, David Mussel, Pedro Eboli, Fernanda Valverde, Jonas Brandão, Giuliana Danza, Gabriel Bitar e Zé Alexandre (8min, RJ, 2013) 16 anos
Todos esses dias em que sou estrangeiro, de Eduardo Morotó (20min, RJ, 2013) 16 anos
Amor, plástico e barulho, de Renata Pinheiro (90min, PE, 2013) 14 anos

Informações: http://www.festbrasilia.com.br/

img


Confirme sua presença no Facebook Participe!  Clique aqui!

Apresenta

Varal de antigas

img

 Espetáculo Musical infantil é um mix de teatro de bonecos e brincadeiras de rodas, a ideia é manter vivo o gosto por cantigas de roda.  Varias técnicas de bonecos são usadas, desde os Bonecos gigantes, até bonecos de luva.

FICHA TÉCNICA

 

Atores: Airton Masciano

                Eudes Leão

                Leda Carneiro

                Ravel Mesquita

Técnico: Vitor Hugo

Realização: Projeto Cancha Cultural

Apoio: FAC (Fundo de Apoio a Cultura)

 

Serviço:

Dia 10 de setembro de 2013

Horário: 11hs

Local: Praça do Engenho das Lajes - Gama DF

 

Dia 11 de setembro de 2013

Horário: 16hs

Local: Rua Das Dálias DVO- Gama DF

 

Entrada franca e Classificação indicativa livre

Para maiores informações e inscrições: (61) 3556-6606