Da Redação do portal Metrópoles - 07/01 ÀS 5:26H

Quem nunca reclamou daquela gordurinha extra em alguma região do corpo que atire a primeira pedra. E na maioria das vezes as pessoas acreditam que o ideal é fazer exercícios específicos para a região em que ela está localizada. 
Por exemplo, se cansar no abdominal ou na cadeira abdutora, jurando que o culote vai embora. Pois acredite: essa não é a melhor estratégia.
 As maiores queixas sobre a gordura localizada é onde elas se encontram, principalmente no abdômen, nos flancos e no culote. Mas o corpo não “queima gordura” de um único ponto. Quando se realiza um treino de coxa, por exemplo, a perda é global e não somente na coxa. Para se livrar de vez dos excessos indesejáveis siga essas dicas:
 
  • Faça exercícios de alta intensidade e intervalados
  • No treino, priorize o trabalho com os grandes grupos musculares — eles geram um alto impacto metabólico, possibilitando uma maior diminuição da gordura localizada
  • Os intervalos devem ser curtos nos treinos, pois, assim, eles são mais intensos.
  • Diminua a velocidade de execução. O músculo ficará mais tempo sob tensão, gerando melhores resultados
  • Trabalhe sempre na máxima amplitude de execução. A carga é consequência
  • Não se engane: se você não tiver uma alimentação balanceada, você não irá atingir o objetivo desejado

Então, pare de se iludir com o creme “queima gordura” e foque no treino e na dieta. Com certeza o resultado virá.