JIU JITSUO projeto social JIU-JITSU/ MMA PARA CRISTO criado em novembro de 2011, Pelo gerente comercial e Esportista Halyson Lessa, de 33 anos Funciona na quadra poli esportiva entre as quadras 15 e 13 do setor sul a céu aberto e sem equipamentos adequados, pois o projeto não conta com ajuda de fora, a não ser do próprio Halyson e de “alguns amigos que ajudam de vez em quando”.

O projeto atende cerca de 50 alunos freqüentes entre crianças e adolescentes divididos em duas turmas. As aulas são dadas toda terça-feira e sábado à noite de forma inteiramente gratuita. Sendo assim o projeto enfrenta muita dificuldade, pois além da gratuidade ainda é composto por pessoas de muito baixa renda e até de nenhuma renda. Tornando impossível para alguns participantes a aquisição de Kimono (vestimenta fundamental para a pratica do esporte) Halyson comenta que “apesar de o esporte poder ser praticado sem o Kimono, varias crianças desistem do esporte por se sentirem constrangidos diante dos coleguinhas que conseguiram a vestimenta” um outro equipamento de suma importância é o Tatame, o tamanho mínimo oficial para pratica de Jiu-Jitsu é de 64 metros quadrados, o projeto conta apenas com um minúsculo tatame de 4x3 metros quadrados, tornando impossível o aproveitamento do mesmo por todos os participantes.

Déo Silva 19 anos faz parte do projeto há 11 meses e diz que o esporte mudou sua vida e o aproximou de Deus, Déo é hoje o braço direito do professor Halyson, ajuda em tudo na montagem e transporte dos equipamentos e auxilia os mais novos no projeto. Casado e desempregado, ainda acolheu em sua casa Yuri Mateus 14 anos que faz parte do projeto a dois meses. A mãe usuária de crack o abandonou a própria sorte e foi morar na rua. E responde emocionado quando perguntado sobre a importância do projeto. ”Salvou a minha vida, aqui consegui um lugar pra morar e aprendo a não fazer coisas erradas”.

São personagens de histórias impressionantes e que toca profundamente as pessoas que as ouvem.
Como a de Gelson Oliveira 15 anos, que mora no condomínio Eldorado e precisa pedir carona para poder vir para o treino, Gelson usa um kimono, muito velho que divide com outro coleguinha da outra turma perguntado qual é o seu maior sonho responde sem titubear “Ter meu próprio Kimono”.

“O objetivo desse projeto é trabalhar preventivamente para evitar que os jovens se envolvam com drogas, álcool e criminalidade. Dar suporte espiritual, emocional e “psicológico” para as famílias que têm entes queridos envolvidos com a criminalidade, álcool e drogas, trazendo assim, um pouco de conforto e força para superar as dificuldades e dores causadas pelo fato de estarem direta ou indiretamente envolvidos com o crime e a droga”

“Atualmente tenho visto, acompanhado e ouvido falar de várias famílias que foram e estão sendo desoladas pelo vício e criminalidade. Jovens que conhecem o crime e as drogas e não conseguem sozinhos, se livrarem do problema que estão vivendo, consequentemente as famílias são diretamente atingidas e na sua grande maioria, afundam e sofrem junto com os seus parentes, vítimas das drogas e do crime. E com isso tive essa iniciativa de ajudar aqueles que precisam sem esperar nada em troca disso só quero poder mudar a historia de cada aluno que fizer parte deste Projeto” Comenta Halyson

Você pode ajudar a esse importante projeto e salvar vidas.

Um Kimono infantil custa em torno de 200 reais no mercado mas uma loja que conheceu o projeto e esta apoiando vende a preço quase de custo, R$ 80,00

JIU-JITSUUma placa de tatame de 1 metro sai por R$ 80,00


Agencia. 2113-0 Conta. 0035427-9
Banco Bradesco
Titular Antonio Halyson Ribeiro Lessa
Tel. 061-8494-2479
E-mail. Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
http://www.facebook.com/halyson.lessa1

 

Veja as fotos Clique Aqui!

Da Redação

Por Paulo Tavares