Estudantes discutirão obras como Tempo seco, de Clara Arreguy. Empresas interessadas em fornecer os títulos para escolas públicas podem enviar propostas até sexta-feira (22)

Da redação da Agência Brasília - 19/01/2016

No primeiro semestre, nove regiões administrativas recebem edições do Circuito de Feiras do Livro do Distrito Federal. O evento, que tem como propósito não apenas formar mais leitores, como também promover escritores, editoras, distribuidores de livros e livreiros do DF, contará com atividades como apresentações artísticas, debates, oficinas, contadores de histórias e sessões de autógrafos.

Dentro da proposta está o envio de obras literárias a diferentes escolas públicas das regiões onde ocorrerão as feiras, para que possam ser lidas e discutidas pelos alunos antes dos eventos. Parte dos livros será de autoria de escritores e autores previstos na programação das feiras, já que o propósito é fazer encontros entre autores e alunos durante o circuito.

Serão 86 obras de autores como Nicolas Behr, Rosângela Rocha e Angélica Torres Lima multiplicadas em 1.139 volumes para as escolas. Empresas interessadas em fornecer o lote literário podem enviar as propostas até as 9h30 de sexta-feira (22).

Às 9h45 do mesmo dia serão abertas as proposições e às 10 horas terá início a sessão de disputa de preços. O valor total estimado é de R$ 34.596. A licitação será na modalidade de pregão eletrônico, do tipo menor preço, e o edital está disponível no site da Secretaria de Cultura.

Café literário
O Circuito de Feiras do Livro do DF será promovido pela Secretaria de Cultura, em decorrência de um convênio firmado com o Ministério da Cultura em 2011. O acordo possibilita fazer dez eventos — um deles ocorreu em 2014, no Cruzeiro, e os outros nove serão este ano. As atividades fazem parte do Plano do Livro e da Leitura do DF e também do Plano Nacional do Livro, Leitura e Literatura, do Ministério da Cultura.

Com entrada gratuita e aberta ao público, os encontros do Circuito de Feiras do Livro do DF serão em Brazlândia, em Ceilândia, no Gama, no Guará, no Núcleo Bandeirante, no Paranoá, em Planaltina, em Taguatinga e no Varjão.

Os espaços em cada região administrativa terão locais para apresentações literárias, musicais e cênicas e áreas destinadas ao público infantil, aos expositores e a um café literário. Todas as faixas etárias serão contempladas.

Veja o aviso de licitação publicado no Diário Oficial do Distrito Federal de 11 de janeiro. 

Veja a galeria de fotos. Clique aqui!