foto

Inscrições são gratuitas e já podem ser feitas nas unidades do Gama, Taguatinga e Sobradinho

Estão abertas as inscrições do Programa Atleta do Futuro (PAF), destinado aos jovens de 6 a 17 anos. O programa, de iniciativa do Sesi-DF, tem por objetivo estimular o hábito da prática esportiva em crianças e adolescentes, utilizando o esporte como forte ferramenta de educação e, ainda, inclusão social. São, ao todo, 1,6 mil vagas gratuitas abertas nas unidades do Sesi-DF (Gama, Taguatinga e Sobradinho), nas seguintes modalidades: atletismo; basquete; futsal; ginástica rítmica; judô; voleibol; e natação.

Para efetuar a matrícula, os responsáveis pelo jovem devem portar, no ato da matrícula, CPF e RG pessoal; Certidão de Nascimento, RG ou CPF do menor; foto 3x4 atualizada e colorida; declaração de escolaridade; e atestado médico especificando a modalidade desejada.

Segundo Rafael Galvão, gerente de Lazer, Esporte e Cultura do Sesi-DF, é importante que os interessados procurem efetuar suas matrículas o quanto antes para conseguir vaga na modalidade desejada. Rafael ressalta, ainda, que nem todas as modalidades são praticadas nas três unidades do Sesi. “Em Taguatinga temos atletismo; basquete; futebol de campo; futsal; ginástica rítmica; judô e voleibol. Em Sobradinho, são oferecidas as modalidades de futebol de campo; natação; judô e voleibol. Já no Gama, os jovens podem contar com basquete; futsal; judô e voleibol”, finaliza.

O programa é totalmente gratuito. O Sesi-DF oferece infraestrutura de qualidade de suas unidades e custeia a contratação de profissionais, materiais esportivos, além de uniformes que são entregues aos alunos. Em contrapartida, a entidade cobra dos alunos que estejam devidamente matriculados em escolas pública ou particular e que tenham bom rendimento escolar.

O Departamento Regional do Distrito Federal começou as atividades do Atleta do Futuro ainda em 2008. O Sesi-DF atende, atualmente, quase 9 mil alunos no Programa.

As matrículas podem ser feitas das 8h às 12h e das 13h30 às 17h15.

Sesi Taguatinga
Endereço: QNF 24 Área Especial - Taguatinga Norte/DF
Fone: (61) 3355-9500

Sesi Gama
Endereço: Área Especial 1/8 Setor Central – Gama/DF
Fone: (61) 3484-9600 / 3556-4480

Sesi Sobradinho
Endereço: QD 13 Área Especial Nº 03 Lotes A/F – Sobradinho/DF
Fone: (61) 3487-8600


Suzana Leite
Unidade de Comunicação e Marketing (Unicom)
Serviço Social da Indústria do Distrito Federal (Sesi-DF)
Foto: Cristiano Costa

Fonte: Sesi-DF


Centros olímpicos (foto da Internet)

A Secretaria de Estado de Esportes abriu 6.225 vagas para mais de 20 modalidades esportivas nos nove centros olímpicos do Distrito Federal. A infraestrutura básica de cada complexo esportivo é composta por ginásio e quadra poliesportiva cobertos, parque aquático, vestiário, pista de atletismo, campo de futebol society, playground e campo de areia. As inscrições estão abertas. Segundo a coordenadora dos centros olímpicos, Ricarda Lima, as atividades mais procuradas são natação e futebol.

"Os estudantes da rede pública de ensino e a comunidade em geral podem se cadastrar. O atendimento no centro é feito por profissionais capacitados, o que auxilia no aumento do conhecimento intelectual, preparação física, elevação da autoestima e melhoria da qualidade de vida", destaca a coordenadora. Os centros trabalham com a atuação de professores de educação física, pedagogos, assistentes sociais, psicólogos e auxiliares.

Além das opções futebol e natação, as pessoas podem se inscrever para praticar futsal, handebol, vôlei, futebol de areia, hidroginástica, atividade orientada, basquete, tênis, atletismo, desenvolvimento motor, futebol society, ginástica rítmica, ginástica artística, tênis de mesa, caratê, ginástica localizada, capoeira e capoterapia.


Os complexos estão localizados em Ceilândia, Recanto das Emas, Brazlândia, Riacho Fundo I, Samambaia, Gama, Estrutural, Santa Maria e São Sebastião. A previsão é que mais três centros sejam inaugurados até junho deste ano em Sobradinho, no Setor O, em Ceilândia, e em Planaltina. "Atendemos, em média, 35 mil alunos e atingiremos 43 mil pessoas com mais essas três unidades", destaca Ricarda Lima.


Inscrições -
Para se matricular, é necessário ir, pessoalmente, das 8h às 12h e das 14h às 18h, à secretaria do centro olímpico mais próximo da sua casa. Não há prazo para encerramento das inscrições. O quadro de vagas é atualizado frequentemente, sempre no primeiro dia útil do mês. Na primeira etapa da matrícula, o interessado preenche uma ficha de inscrição com a modalidade escolhida. Em seguida, ele terá um prazo para entregar a documentação exigida:

- Atestado médico;
- Declaração escolar (no caso de crianças e adolescentes);
- Foto 3x4;
- Comprovante de residência;
- Termo de Compromisso fornecido pelo respectivo centro olímpico.

Quantidade de vagas disponíveis em cada centro olímpico:


VAGAS DISPONÍVEIS EM JANEIRO DE 2013


NÚMERO DE VAGAS

Brazlândia-1.025

Ceilândia- 631

Estrutural- 828

Gama- 512

Recanto das Emas- 486

Riacho Fundo I- 582

Samambaia- 819

Santa Maria- 537

São Sebastião- 805

TOTAL- 6.225
 

Fonte: Guardian Notícias

Deputada Eliane Pedrosa

Uma boa notícia neste início de ano. A construção de Pontos de Encontros Comunitários (PEC) vai continuar. Pelo menos dinheiro para isso já está reservado. A deputada Eliana Pedrosa (PSD) destinou R$ 1,6 milhão do Orçamento do GDF deste ano para a instalação de novos aparelhos de atividades físicas. As obras, que estarão a cargo da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), devem contemplar todas as cidades. Fique atento e cobre a execução desta emenda. ...

Vale lembrar que, além de reservar recursos para a construção dos PECs, Eliana também se preocupa com a qualidade de vida das pessoas que utilizam esses aparelhos. E para acompanhar idosos, jovens e crianças nas suas atividades diárias, ela propôs o Projeto de Lei 885/2012, que tramita na Câmara Legislativa. Quando aprovado, o GDF terá de disponibilizar servidores da carreira de educação física para acompanhar e orientar os usuários dos PECs em todo o Distrito Federal.

Quase todas as regiões administrativas do DF já contam com PECs, mesmo as mais abastadas, como é o caso do Lago Sul. Mas, Eliana faz um alerta aos que gostam de praticar esporte: “É preciso que os usuários façam um exame clínico e recebam orientações técnicas para usufruir de forma segura e eficaz dos equipamentos que estão colocados à sua disposição. A saúde e segurança do cidadão são deveres do Estado”.

Fonte: Estação da Notícia - 09/01/2013

Mais promessas do GDF para Educação no DF


Secretaria de Educação abriu concorrência para execução das obras de novos Centros de Educação da Primeira Infância em Ceilândia, Águas Claras e Samambaia, que atenderão crianças de 0 a 5 anos.  Prazo previsto para a execução de cada obra é de até 270 dias

O Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Educação, abriu concorrência para contratar empresas especializadas na construção de Centros de Educação da Primeira Infância (Cepis), que atendem crianças de 0 a 5 anos. Serão três creches, localizadas em Ceilândia, Águas Claras e Samambaia. O prazo previsto para a execução de cada obra é de até 270 dias. Ao todo, serão destinados mais de R$ 5,7 milhões para a construção dos três Cepis em convênio com o governo federal, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). ...

"A abertura da contratação significa que, antes de colocarmos as licitações nas ruas, precisamos de toda a sondagem, topografia e demais estudos dos locais onde serão construídas as creches", detalhou o subsecretário de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação Educacional da Secretaria da Educação, Francisco José da Silva. O edital de licitação foi publicado no Diário Oficial do DF desta segunda-feira (7).

Já foi aprovada construção de 31 Centros de Educação da Primeira Infância no Distrito Federal, em 2013. As regiões administrativas contempladas são Brasília, Sobradinho, Planaltina, Ceilândia, Guará, Samambaia, Santa Maria, Recanto das Emas, Riacho Fundo I e II, Areal, em Águas Claras, e Lago Sul.

Investimentos – Desde o ano passado, o Governo do Distrito Federal já construiu e entregou três unidades de educação infantil de tempo integral em São Sebastião, Estrutural e Brazlândia. O GDF também investiu cerca de R$ 8 milhões nas creches do Riacho Fundo I e Samambaia, que funcionarão em regime integral. Cada uma tem capacidade para atender 300 alunos.

Além disso, em dois anos de gestão, a rede pública de ensino do Distrito Federal foi beneficiada com outras iniciativas. Já passaram por algum tipo de reparo 303 escolas, e desde dezembro do ano passado, 60 unidades de ensino público foram revitalizadas ou reformadas. O objetivo é que 392 escolas do DF recebam esses mesmos serviços até o fim das férias escolares, em 13 de fevereiro.

Fonte: Brasília 247 com Agência Brasília - 08/01/2013