Realizado na Casa dos Idosos da cidade, o projeto Sarau Cultural no Interior tem o objetivo de democratizar cultura na comunidade

Com o objetivo de resgatar a cultural popular e levá-la à comunidade, o projeto Sarau Cultural no Interior chega a Planaltina no próximo mês. A iniciativa, que vai organizar apresentações de música e literatura na cidade, ocorre pela primeira vez no próximo dia 2 de março. Até o fim do ano, devem ser realizados, semanalmente, 40 eventos do tipo no Instituto de Ação Comunitária, mais conhecido como Casa dos Idosos de Planaltina. A entrada é gratuita.

Na primeira edição, a ser realizada em uma quinta-feira por conta do carnaval, o Sarau vai trazer uma apresentação de música de raiz com um grupo de violeiros mirins de Formosa (GO). A partir da semana seguinte, o evento ocorre sempre às quartas, das 15h às 17h. Já a segunda edição trará uma sessão de literatura de raiz. Depois, é a vez da música erudita e assim por diante, com apresentações musicais e literárias intercaladas.

“Nosso objetivo é realmente democratizar a cultura, para que as pessoas tomem gosto pela coisa”, explica a consultora de turismo e eventos Beatriz Borges, 47 anos. Ela é uma das organizadoras do projeto e filha de Salviano e Maria Alice Guimarães, os fundadores da Casa dos Idosos, que já funciona há cerca de 30 anos na cidade e oferece atividades gratuitas para um público que vai de crianças a idosos.

O pai também ressalta o caráter educativo da iniciativa. “Queremos divulgar o projeto e convidar toda a comunidade a comparecer, porque Planaltina precisa de mais eventos culturais e educacionais como esse”, afirma o aposentado Salviano Guimarães, 73 anos.

Os artistas que vão se apresentar no sarau foram escolhidos por dois curadores que atuam na área. Todos receberão cachê porque, segundo Beatriz Borges, “a valorização do artista também é importante para o projeto”. A iniciativa está sendo financiada por meio da Lei de Incentivo à Cultura e pela empresa de telefonia Oi. Os organizadores, no entanto, desejam angariar mais patrocinadores para que o projeto cresça.



De acordo com Beatriz e Salviano, o sarau é a primeira iniciativa da Casa dos Idosos que recebe auxílio financeiro de empresas e do governo. Já conhecido na cidade, o espaço oferece atividades como aulas de reforço escolar e teatro, além de jogos, aulas de dança e uma biblioteca aberta à comunidade. A maior parte do público é composta de idosos, mas os exercícios são abertos a todos.

Casa dos Idosos
Fundado em 1981 e batizada com o nome atual em 1988, o Instituto de Ação Comunitária — como a Casa dos Idosos é oficialmente chamada — foi criado por Salviano e Maria Alice Guimarães enquanto ele era administrador de Planaltina. Salviano afirma que, no período em que esteve no cargo, entre 1979 e 1985 e com cerca de 35 anos de idade, criou um projeto com a esposa para atender a idosos.

Com o fim da gestão, a iniciativa teve fim e Guimarães conta que a comunidade local passou a procurá-lo para que as atividades continuassem. Assim, ele e a esposa criaram a Casa dos Idosos. Compraram um imóvel no centro histórico de Planaltina e a reformaram para que pudesse receber os visitantes. Desde então, o local tem funcionado a base de doações e parcerias.

Até hoje, o Salviano Guimarães permanece como o superintendente da casa, do alto de seus 73 anos. E não dá indícios de que vai parar tão cedo: “Hoje em dia eu já tenho a idade das pessoas que participam das atividades. Mas continuou firme e forte porque sinto que essa é a minha obrigação como cidadão”, finaliza.

Metrópoles - 24/02/2017 5:21 , ATUALIZADO EM 23/02/2017 22:46

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar