Por Zildenor Ferreira Dourado da CLDF  21/10/2015 - 19:48

A Câmara Legislativa realizou nesta quarta-feira (21), no Gama, a sétima edição do projeto Câmara em Movimento, com a aprovação de projetos de lei e apreciação de vetos. Mas o destaque da sessão extraordinária, que aconteceu no ginásio do centro olímpico da cidade, foram as reivindicações de obras e serviços, apresentadas pelos moradores e líderes comunitários, que se revezaram na tribuna, ao longo de toda a tarde.

Logo na abertura da sessão, os deputados distritais aprovaram a homologação do convênio do Confaz que isenta as pessoas com deficiência de impostos na compra veículos 0km. Os descontos chegam a até 25% sobre o valor normal.

Os distritais mantiveram o veto total do governador ao projeto de lei n° 408/2015, da deputada Liliane Roriz (PRTB), que previa a redução da base de impostos para medicamentos. Foram aprovados ainda requerimentos e moções, durante a parte inicial da sessão especial no Gama.

Reivindicações – Tão logo a presidente Celina Leão (PDT) abriu espaço para os depoimentos dos moradores, mais de 40 pessoas apresentaram reivindicações de obras. Muitas deles cobraram do governo a regularização de áreas rurais. Outros se queixaram da falta de estrutura das feiras livres e shoppings populares.

"Precisamos de gerador de energia e água potável para as nossas residências nos becos da cidade", cobrou Geraldo Alves. Já Bragança, representante do Shopping Popular, defendeu a necessidade de instalação de um projeto de energia naquele espaço, ocupado por 550 feirantes. O legendário palhaço Pirulito fez um apelo para que os distritais ajudem a reconstruir o antigo Cine Itapuã, que está fechado.

Emendas para Saúde -  Um dos parlamentares que respondeu às sugestões da comunidade, o líder do PT, deputado Chico Vigilante, disse aos moradores que os deputados distritais tiveram que abrir mão este ano de R$ 12 milhões em emendas, que destinariam para obras em todas as cidades do DF. "Em 2016, vou apresentar emendas para o Gama, que precisa de um novo hospital público pois o Hospital atual não suporta tantos puxadinhos".

O distrital Rodrigo Delmasso (PTN) também garantiu aos moradores que destinará parte de suas emendas ao Gama, lembrando que apresentou uma delas para a construção de um CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) para aquela cidade. A deputada Luzia de Paula (Rede) fez uma contundente defesa de construção de creches naquela cidade. "É um escândalo que o Gama não tenha uma creche sequer", criticou. Wasny de Roure (PT) informou aos participantes que apresentou projeto para reestabelecer a liberação de alvarás do Setor Leste Industrial do Gama.

Impostos - Ao fechar a edição do Câmara em Movimento, no começo da noite, Celina Leão ressaltou o empenho de todos os distritais da Câmara Legislativa na defesa dos interesses dos moradores do DF. "Não permitimos a aprovação de projetos que aumentavam impostos, sacrificando ainda mais a população", enfatizou, afirmando ainda que os deputados estão engajados na busca de acordo para as greves dos servidores, que buscam o pagamento dos reajustes aprovados pelos distritais, ano passado.

A presidente da CLDF elogiou a participação ativa dos moradores do Gama sessão do Câmara em Movimento e enalteceu a colaboração da administradora regional do Gama, Maria Antônia. A administradora parabenizou a iniciativa dos distritais, solicitando apoio para o atendimento das demandas apresentadas pelos moradores.

Galeria de fotos. Clique aqui!