A modelo, que já faz história no ativismo ambiental, não ficou calada diante da decisão

Por Saullo Brenner-Metrópoles/Twitter - 26/08/2017 - 07:50:17


A modelo Gisele Bündchen, conhecida também por seu ativismo ambiental, se manifestou no Twitter contra o decreto do presidente Temer (PMDB), que extingue reserva na Amazônia para melhorar a exploração mineral.

Insatisfeita, Bündchen destacou: “Vergonha”. “Estão leiloando nossa Amazônia! Não podemos destruir nossas áreas protegidas em prol de interesses privados”, escreveu em sua conta no Twitter.

A revolta da modelo se deu porque o presidente Temer extinguiu uma área de reserva ambiental na divisa entre Pará e Amapá. A Renca (Reserva Nacional de Cobre e seus Associados), criada em 1884 durante o regime militar, possui 46.450km de extensão, tamanho equivalente ao do estado de Espírito Santo.

Dentro desta reserva estão localizadas partes de três unidades de conservação (UC) de proteção integral, de quatro unidades de conservação de uso sustentável (uma delas na qual, a partir de um plano de manejo, a mineração era permitida) e de duas terras indígenas.

Em junho deste ano, Gisele Bündchen marcou Temer no Twitter a fim de pedir que o presidente vetasse a diminuição da área de preservação da Amazônia. O tweet remetia ao site da ONG WWF Brasil, que fez campanha para o veto integral com o intuito de reduzir a proteção de 597 mil hectares de áreas na Amazônia. O mandatário de Temer não deixou Bündchen sem respostas:

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar