Caixa de Pandora: STF autoriza retomada de julgamento que pode prejudicar Arruda

Em decisão nesta quinta, Joaquim Barbosa permitiu que Tribunal de Justiça do DF volte a julgar suposto envolvimento do ex-governador no mensalão do DEM.

img
Foto da Internet

Em um de seus últimos atos à frente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Joaquim Barbosa tomou nesta quinta-feira (3/7) uma decisão que pode prejudicar o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, cuja candidatura para tentar um retorno ao Palácio do Buriti foi oficializada pelo PR no último domingo.

Em caráter liminar, o presidente da Suprema Corte acolheu pedido do Ministério Público e autorizou o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) a dar continuidade ao julgamento que, em primeira instância, condenou Arruda por improbidade administrativa…

O processo em questão diz respeito ao suposto envolvimento do ex-governador no esquema do mensalão do DEM. Pela decisão de dezembro de 2013, ele teria de devolver R$ 1,1 milhão aos cofres públicos e corria o risco de não poder se candidatar em outubro.

Após a primeira derrota judicial, a defesa de Arruda recorreu ao conselho superior do tribunal do DF, para manter viva a possibilidade da candidatura do político. No fim do mês passado, às vésperas da data do julgamento em segunda instância, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu a sessão, acatando argumento dos advogados de Arruda, que questionaram a credibilidade de um magistrado do TJ para conduzir o caso.

Fonte: Por DIEGO AMORIM, Correio Braziliense – 03/07/2014 – – 23:38:43
Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios