DF endurecerá fiscalização em casas noturnas

Depois da grande tragédia que ocorreu na boate em Santa Maria-RS, neste último domingo, 27, o Governo do Distrito Federal determinou que Corpo de Bombeiros e a Agência de Fiscalização reforcem a fiscalização de casas noturnas. Nas fiscalizações da Agefis, o órgão deve verificar se os estabelecimentos estão em dia com as exigências burocráticas e administrativas, como ter o alvará de funcionamento em dia. Já o Corpo de Bombeiros deve avaliar se as boates apresentam a estrutura adequada para prevenir e incêndios, assim como o plano de fuga em caso de acidentes.

Em 2012, a Agência de Fiscalização do Distrito Federal interditou 250 bares e boates por falta alvará de funcionamento e notificou outros 650 estabelecimentos pelo não cumprimento das regras administrativas. De acordo com Cláudio Caixeta, superintendente de Fiscalização da Agefis, o órgão não examina questões de segurança, responsabilidade do Corpo de Bombeiros.

O tenente-coronel Mauro Sérgio de Oliveira, chefe da comunicação social do Corpo de Bombeiros, explica que antes de a Administração Regional conceder o alvará, todos os estabelecimentos passam por inspeção de segurança e controle de incêndio. Durante a vistoria, extintores de incêndio, portas de entrada e saída, entre outros itens previstos na legislação local e em regras estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Fonte: Gazeta de Taguatinga

Leia mais Brasil é o país dos 30 Berlusconis, diz ONG Repórteres Sem Fronteiras