Casos confirmados de dengue caem 79,56% no DF em janeiro, diz Saúde

Foram 129 diagnósticos neste ano, contra 631 no mesmo período de 2014. Para secretaria, esclarecimento e estiagem contribuíram para resultados.

img
Foto: Reprodução (Maria Pereira da Silva)

Dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal apontam uma queda de 79,56% nos casos confirmados de dengue em janeiro deste ano, na comparação com o mesmo período de 2014. Foram 129 diagnósticos da doença neste ano, contra 631 ocorrências em janeiro do ano passado. Os dados constam no informativo epidemiológico mais recente, atualizado na última segunda-feira (2).

O maior número de casos foi em Planaltina, onde 23 pacientes tiveram dengue no mês passado. Com um histórico de 108 casos em janeiro de 2014, a queda de 79% nos registros também foi a mais expressiva entre as regiões administrativas do DF. No Núcleo Bandeirante, nenhum caso foi confirmado desde o início do ano.

No Gama, os índices de janeiro caíram de 67 para 13 na comparação entre os dois anos. Moradora da região, a dona de casa Maria Pereira da Silva diz que retirou todos os pratinhos dos vasos de planta há dois anos, depois que um sobrinho foi infectado pela doença. Agora, as plantas ficam direto na terra, ou no chão da área de serviço, e a limpeza da calha passou a ser semanal. Maria diz que cobra a mesma atitude consciente dos vizinhos.

Segundo o governo, os números indicam que a população está mais atenta, e que vem tomando os cuidados necessários para combater o mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão do vírus.

img


A secretaria também atribui a melhora nos índices à queda no índice de chuvas. Com a estiagem, diminui o acúmulo de água parada e limpa em pneus, vasos de planta e outros recipientes que favoreceriam a proliferação do mosquito.

Alerta
Apesar dos resultados positivos, a Vigilância Epidemiológica do DF recomenda a ampliação dos cuidados, dentro e fora de casa. Além da dengue, o Aedes aegypti também é responsável por transmitir outra doença que chegou ao país no ano passado: a febre chikungunya.

Controle
Entre janeiro e abril de 2014, o Distrito Federal registrou 4.671 casos da doença, uma média de 39,5 registros por dia. Durante todo o ano, a secretaria registrou 11.662 notificações de dengue.

Nos quatro primeiros meses de 2013, o número de pessoas contaminadas na capital chegou a 8.278.

Treinamento
Na segunda-feira (2), a Secretaria de Saúde promoveu o treinamento de 60 bombeiros e agentes de saúde para combater focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e da febre chikungunya. Além disso, a pasta anunciou que vai reativar os 15 grupos executivos regionais de prevenção à dengue, que estavam há aproximadamente um ano parados.

“Formamos um grupo que vai atuar em todo o Distrito Federal, onde há aglomerados de casos de dengue ou, se surgir, de chikungunya. Nossa ideia é, a partir de quarta-feira, iniciar os trabalhos em Sobradinho II e, sucessivamente, por onde for necessário”, disse o técnico da Assessoria de Mobilização Institucional e Social para Prevenção à Dengue, Ailton Domício.

Ele afirmou ainda que é importante a colaboração da comunidade. “É necessário que os moradores recebam as equipes, abram os portões e sigam todas as orientações. Só com a ajuda da comunidade é possível eliminar todos os focos do mosquito.”

Fonte: G1 DF / Vídeo DF TV 2° – 04/02/2015 21h21 – Atualizado em 04/02/2015 21h31

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios