fbpx
31 de julho de 2021

Com o pé mais direito, impossível

Foto: Nonato Borges


Alviverde candango aproveita falhas da defensiva botafoguense e sapeca quatro gols na abertura do Candangão

O primeiro jogo do Candangão 2013 aconteceu no estádio Bezerrão, no Gama, onde o alviverde candango atuou como visitante. Tudo estava pronto: o tempo que ajudou, a torcida gamense que compareceu em bom número e as condições do gramado que melhoraram. No entanto, o Botafogo-DF era o mandante da partida.

O jogo
 E a festa começou aos sete do primeiro tempo. A defesa do Botafogo deu bobeira e Gilmar pegou a bola. Ele viu o goleiro Cardoso adiantado e bateu na saída do arqueiro botafoguense, abrindo o placar para o Gama.

 Aliás, a participação do goleiro Cardoso chamou a atenção no primeiro tempo. Na maioria das chances, quando a equipe do Gama finalizava, o arqueiro dava susto nos torcedores botafoguenses, pegando a bola em dois tempos ou demorando para reter a redonda.

 Na saída para o intervalo, o atacante Maninho, do Botafogo-DF, em entrevista à Ativa FM, previa que o resultado não seria satisfatório para o alvinegro: “A gente passa dificuldade. Vamos manter o padrão, mas jogar num campo desse não dá”, disse.

 Tanto que, na volta para o segundo tempo, os cinco primeiros minutos foram fundamentais para a vitória alviverde. Logo com 50 segundos, após cobrança de falta próximo à linha da grande área, Luis Carlos cobra falta e a bola desvia em Soares, morrendo no fundo das redes.

 Um minuto depois, após cruzamento na pequena área de Laionel, o goleiro Cardoso bate roupa, a bola sobra nos pés do zagueiro Rodrigo, que não faz nada. Luis Carlos é mais esperto que a defesa alvinegra e bate pro gol, marcando o terceiro do Gama.

 A festa ficou completa quando, aos cinco, após cobrança de escanteio para a equipe do Gama, Cardoso espalma a bola e ela vai de encontro a Gilmar, que chuta forte. A zaga abre e a redonda vai devagar, de forma despretenciosa, e entra no gol, anotando o segundo dele na partida, o quarto alviverde.

 Mas, o que ninguém esperava, aconteceu. O técnico Vitor Hugo saca o meia Allan Delon e coloca Renato Bondi. A partir daí, o Botafogo-DF iniciou uma série de finalizações, pressionando a equipe alviverde.

 Tanto que, aos 36 minutos, o Botafogo-DF marcou o gol de honra com Valdo. Ele avançou sozinho pela esquerda, passou pelo zagueiro alviverde Da Silva e bateu na saída do goleiro André Luis.

 Na próxima rodada, o Gama recebe o Sobradinho no estádio Bezerrão, enquanto o Botafogo-DF vai à Ceilândia encarar o Atlético Ceilandense.

Público: 2.310 pagantes
Renda: R$ 21.885,00

Árbitro: Rodrigo Raposo
Auxiliares: Luciano Benevides e Luiz Freire
Reserva: Mauro Callai

CARTÕES AMARELOS:
 William, Valdo e Marcelo Vigilante (BOT)
 Juninho e Fagner (GAM)

Fonte: Agência Clube do Esporte DF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial