Desembargadores derrubam condenação de família Roriz por improbidade

Por 3×2, a 5ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do DF e Territórios acatou recurso apresentado pelo clã, que havia sido condenado em 1ª instância

KELLY ALMEIDA, da Redação do portal Metrópoles – 19/10/2016 

A 5ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) acatou recurso e absolveu os integrantes da família Roriz condenados em primeira instância por crime de improbidade administrativa. Por 3 votos a 2, os desembargadores reformaram, na tarde desta quarta-feira (19/10), a decisão anterior. O julgamento é uma vitória importante para o clã rorizista que, poderia ter sido alijado da cena política, uma vez que condenações em segunda instância tornam o réu inelegível, segundo critérios da Lei da Ficha Limpa.

Ao acatar o recurso, a Justiça desconsidera os argumentos da denúncia feita pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Os promotores acusavam cinco membros da família Roriz — o ex-governador Joaquim Roriz; as filhas, Wesliane, Jaqueline e Liliane; e o neto Rodrigo — de terem recebido 12 apartamentos em Águas Claras para ajudar uma empreiteira a adquirir empréstimos no BRB. A transação ocorreu quando Joaquim Roriz governava o DF.

O julgamento desta tarde estava empatado em 2 x 2 até o desembargador Sebastião Coelho dar o voto decisivo. Após um longo discurso, Coelho acatou o recurso, que dá sobrevida política a Liliane, única integrante da família com mandato atualmente.

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios