Em crise interna, Gama encara Brasiliense


O Gama teria vários motivos para estar de bem com a vida. Com apoio da diretoria, os salários do elenco estão em dia, CT à disposição, hospedagem e alimentação garantidos e o clube tem neste domingo a chance de voltar à briga pelo título candango, algo que não conquista desde 2003. O adversário é o arquirrival Brasiliense e graças ao regulamento da competição, o Gama precisa vencer o adversário em sua casa para poder se classificar à final.

No entanto o tempo está nublado no Periquito. Tudo por conta dos conflitos internos envolvendo o técnico Vitor Hugo com membros da diretoria e jogadores. Ao final da partida diante do Luziânia-GO onde o alviverde venceu pelo magro placar de 1 a 0, o técnico detonou o Diretor de Futebol Vilson de Sá. Segundo suas palavras, o dirigente estaria minando o seu trabalho e tentando jogar a torcida contra ele. Vilson desconversou e negou que estivesse prejudicando o treinador. No dia seguinte o presidente Tonhão reuniu todos em busca da paz, mas sem sucesso.

Em seguida Vitor Hugo teve um problema com os dois medalhões do Gama, Alan Dellon e Aloísio Chulapa. O volante Juninho também criticou o técnico pelo Facebook e faz parte do grupo dos barrados. Depois do jogo diante do Unaí-MG, o meia e o atacante teriam simulado contusão e faltaram aos treinos da semana. Ambos ficaram de fora na partida contra o Luziânia e treinaram em separado do grupo nesta semana. Com a barração o meia Alan Dellon soltou o verbo contra o treinador e disse que não joga mais pelo Gama enquanto Vitor Hugo estiver no comando.

Hoje, em matéria do Jornal de Brasília, Vitor Hugo confirmou a barração dos medalhões. “No jogo contra o Unaí-MG, precisei tirá-lo pois havíamos perdido um jogador expulso. Ele saiu meio chateado e disse que não jogaria mais no Gama”. Na semana seguinte o jogador alegou contusão e não treinou deixando o técnico irrtado. “Agora classificados ele está à disposição pra jogar, né? Quando precisávamos ele arrumou uma contusão”, disparou.|Mesmo com esse clima pesado fora das quatro linhas, o elenco está motivado para buscar a classificação para a final do primeiro turno. Até porque pesa em seus ombros o emprego do treinador. Uma desclassificação agora poderá acarretar mudanças no elenco e na comissão técnica.

Muito mistério
O técnico Vitor Hugo ciente da responsabilidade trabalha em silêncio para montar a equipe rumo à decisão contra o Brasiliense. O treinador ganhou o reforço do atacante Moisés para tentar acabar com a seca de gols do ataque alviverde. Em compensação perdeu o zagueiro Júnior Soares suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Sem Alan Dellon e Aloísio, as opções de Vitor Hugo ficaram reduzidas. Na zaga o técnico tem Michel e Alex Barcellos como opções para fazer dupla de zaga com Da Silva. Nas laterais Amaral e Kabrine devem seguir como titulares. Já no meio de campo o treinador deverá fazer algumas alterações. Ele poderá começar com três volantes e dois meias deixando Moisés isolado no ataque. Mas isso é segredo de estado e a definição deverá ocorrer somente quando o time entrar no gramado.

Pressão amarela
Para os lados de Taguatinga a coisa também não está tão tranquila. Depois de conseguir a classificação para as semifinais diante do Ceilandense na semana passada, o técnico Márcio Fernandes foi detonado por Romário nas arquibancadas que o chamou de “burro”. Márcio não retrucou as afirmações do baixinho.

Quem pode desfalcar o time hoje deverá ser o volante Éverton. Um dos guerreiros que foram vice-campeões de 2011 pelo Gama, o volante foi o autor do pênalti que deu o empate ao periquito na primeira partida entre ambos há três semanas. Curiosamente ele foi barrado nas partidas seguintes. O goleiro Guto com uma luxação no ombro é dúvida. Welder deverá ser o substituto.|Assim como seu opositor, o treinador fechou os treinamentos para a imprensa para de montar sua equipe no clássico. A tendência é que Elivelto assuma uma vaga no meio-campo. Na frente o perigoso Washington está confirmado.

Brasiliense e Gama se enfrentam neste domingo (03) às 18h30 no estádio Serejão. Os ingressos estão sendo vendidos no Gama (Drogaria São Rafael do Setor Oeste) e em Taguatinga (Esporte Espetacular da CNB 9). No dia do jogo os ingressos serão vendidos nas bilheterias do Serejão à partir do meio-dia. As entradas serão vendidas ao preço de R$ 5,00 (Arquibancadas Norte e Leste), R$ 10,00 (Arquibancada Sul reservada à torcida do Gama e Oeste) e R$ 20,00 (Cadeiras).



Ficha técnica

Brasiliense x Gama
Domingo, 3 de março de 2013
Estádio Serejão, 18h30

Brasiliense
Welder; Bocão, Rafael Tavares, Fábio Braz e Jefferson; Júlio Bastos, Baiano, Rafael Ipuã e Elivelto; Rodrigo Tiuí e Washington
Técnico: Márcio Fernandes

Gama
André Luiz; Amaral; Da Silva, Michel (Alex Barcellos) e Kabrine; Sávio, Bruno Sabino, Fagner e Luiz Carlos; Laionel e Moisés
Técnico: Vitor Hugo

Árbitro: Almir Camargos
Auxiliares: Daniel Henrique e Ciro Chaban
4º árbitro: Vanderlei Soares

Fonte: BloGama Net

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios