Ex-governador Roriz procura manter a influência política no DF

Ele apoia as candidaturas da mulher, Weslian, e das filhas Jaqueline e Liliane. Mas os planos políticos esbarram na lei da Ficha Limpa. Jaqueline foi condenada por improbidade e pode ficar de fora da eleição

img
As irmãs Jaqueline e Liliane, com os pais, Weslian e Joaquim Roriz: aproximação com Arruda para retornar ao governo local

Tido como um cabo eleitoral importante, Joaquim Roriz (PRTB) está afastado da disputa eleitoral desde 2010, quando abriu mão da candidatura em nome da mulher, Weslian, derrotada em segundo turno pelo atual governador, Agnelo Queiroz (PT). Mas, por determinação médica, o ex-governador, doente renal crônico, tem se mantido distante das principais articulações políticas. Ele aguarda na fila de transplante, que pode sair a qualquer momento. Há 10 dias, um órgão chegou a ser liberado para a cirurgia, mas não pôde ser aproveitado porque tinha sido retirado havia mais de 24 horas.

Em todas as articulações, Roriz tem sido representado pela mulher, Weslian, e pelas filhas Jaqueline e Liliane Roriz, que estão na política. O capital eleitoral do ex-governador, hoje aos 77 anos, é cobiçado por candidatos, apesar dos problemas judiciais e denúncias envolvendo integrantes da família.

Os Roriz decidiram apoiar José Roberto Arruda (PR) na tentativa de voltar ao governo, como forma indireta de retornar ao poder. O escolhido e a filha Jaqueline enfrentam o mesmo problema da campanha de Roriz há quatro anos, quando o ex-governador tentou voltar ao Palácio do Buriti: os impedimentos da Lei da Ficha Limpa. Eles devem passar a campanha, como Roriz, em embates nos tribunais para tentar fazer valer a candidatura.

Correio Braziliense – 12/07/2014 07:00

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios