Ex-moradores de rua recebem certificados de capacitação em jardinagem

Alunos participaram das aulas durante dois meses no Gama para retornarem ao mercado de trabalho

img

BRASÍLIA (29/8/14) – Conseguir um emprego para retornar ao mercado de trabalho ficará mais fácil para onze ex-moradores de rua, que receberam os certificados do primeiro Curso de Jardinagem à População de Rua do Gama, nesta sexta-feira (29). Com duração de dois meses, a capacitação foi oferecida em parceria com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

“Morei na rua por treze anos. Cheguei à Brasília recentemente e consegui mais apoio. Há cinco meses fui recebido na Casa Santo André, onde me acolheram e, agora, me capacitei porque quero mudar de vida”, contou Anderson Aquino da Silva, 41 anos, ao relatar que o seu grande sonho é retornar para família.

André, assim como quase todos os outros 10 estudantes que fizeram o curso no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), são oriundos da Casa Santo André. A entidade, conveniada ao GDF por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest), oferece moradia e outros benefícios para os novos moradores.

Outro aluno, o único que não estava em situação de rua, mas também tinha uma condição diferente, é Hélio Almeida Santana, 37 anos. Com problema mental leve, Hélio contou que superou todos os desafios para conseguir o seu primeiro certificado.

“Estou muito feliz. Além de conseguir me capacitar, fiz novas amizades. Só tenho a agradecer. Agora, é só trabalhar”, afirmou, ao contar que pensou em desistir várias vezes. “O curso representa um grande avanço de vida para quem precisa trabalhar”, completou a irmã gêmea de Hélio, Estela Almeida Santana.

ASSISTÊNCIA – A educadora Social de Rua do Creas, Thaís do Carmo Bento, lembrou que está prevista outro curso para outubro, dessa vez sobre artigos de bijuterias. Para informações, basta ligar na central de atendimento 156.

Segundo ela, o Creas oferece, ainda, outros serviços auxiliares para regularização de documentos, pendências judiciárias e para locomoção, como passagens interestaduais.

“O Creas é especializado em violação dos direitos, ou seja, no que se refere a pessoas com dependência química, desaparecidas, situação de rua, violência, abuso, abandono, entre outros casos”, lembrou.

img

Galeria de fotos Clique aqui!

Agência Brasília – Sexta, 29 Agosto 2014 18:44

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios