GDF lança caderno que estipula prazos para obras públicas

Material traz VLT e Expresso Sul, previstas inicialmente para a Copa. Caderno tem versão online, que traz também previsão de custos das obras.

O governo do Distrito Federal publicou uma versão online do “Caderno das Cidades”, com os principais projetos prometidos pela administração para todas as regiões administrativas do DF. O documento traz informações também sobre obras previstas para serem concluídas até a Copa do Mundo de 2014, como o VLT e o Expresso DF Sul, sistema de ônibus entre Santa Maria, Gama, Park Way e o Plano Piloto.

O caderno traz a previsão de custo, início e fim de cada obra. A maior parte dos serviços é prometida para até o final do atual mandato, que se encerra em dezembro de 2014.

No caso do Expresso DF Sul, sistema de ônibus trafegando em faixa exclusiva, a previsão é que o serviço esteja disponível no segundo semestre de 2013, segundo o documento do GDF.

O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), principal projeto para melhorar a mobilidade urbana em Brasília para a Copa do Mundo, tem uma nova previsão de conclusão, desta vez para o segundo semestre de 2015. O GDF divulgou que a obra teria custo de R$ 1,55 bilhão, mas a informação não consta do caderno de atividades.

Pelo documento, o preço da obra ainda será calculado. As empresas interessadas na obra têm tem até 6 de junho para se manifestar. O processo de pré-qualificação tinha prazo final previsto para o último dia 19 de abril, mas foi adiado porque houve um grande número de consultas e questionamentos públicos feitos ao edital, segundo o GDF.

De acordo com a publicação, disponível no site do GDF, o governo se compromete a entregar  o Expresso DF Norte, novo sistema de ônibus entre Planaltina e o Plano Piloto, em 2016.
Outras obras que constam no caderno são a reforma da concha acústica e o novo centro administrativo em Taguatinga, ambos com conclusão prevista para o fim deste ano, e a instalação de 1.600 câmeras de segurança, a um custo de R$ 65,2 milhões, em todas as regiões do DF até o fim de 2014.

“O sistema de monitoramento e gestão permite acompanhamentos em alguns casos através de câmeras que você tem online, o que esta sendo feito, o que está sendo realizado e em outros casos você tem uma central de relatórios onde você tem os responsáveis, as metas e as datas todas definidas”, afirma o secretário da Casa Civil do DF, Swedenberger Barbosa.

Outro serviço previsto no Caderno das Cidades é a construção de um muro de proteção na escola Myriam Ervilha, em Samambaia. O colégio é vítima de alagamentos toda vez que chove na região. A obra está prevista para ser concluída até o fim de 2014 e deve custar R$ 574 mil. Samambaia também deve ganhar 13 creches até o fim do mandato do atual governo, de acordo com o documento.

O caderno também informa a construção de 1.213 unidades habitacionais até o fim de 2014, a um custo de R$ 130,8 milhões. As obras fazem parte do programa “Morar Bem”, do GDF.

Veja o vídeo no G1 Clique Aqui!

Fonte: G1 DF

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios