Greve de rodoviários da Viação Pioneira chega ao fim após oito dias

Em reunião, sindicato, empresa e governo chegaram a acordo e os ônibus voltam às ruas do Distrito Federal. Paralisação afetou mais de 200 mil pessoas

imgApós oito dias de greve, os ônibus da Viação Pioneira voltam às ruas do Distrito Federal na volta para casa desta quinta-feira (13/11). Em reunião à tarde, representantes do Sindicato dos Rodoviários, da direção da Viação Pioneira, do Ministério Público do DF e Territórios, do Ministério Público do Trabalho (MPT) e do governo chegaram a um acordo.

A Viação Pioneira fez um empréstimo bancário de R$ 6 milhões para pagar os salários e tíquete-alimentação atrasados dos rodoviários. A promessa é que a remuneração dos trabalhadores seja depositada nesta sexta-feira (14/11). Na ocasião o Governo do Distrito Federal (GDF) fez um acordo de repassar, até a próxima quinta-feira (20/11), um montante de R$ 14 milhões à empresa.

A dívida se refere aos dias de operação branca do Expresso DF, quando o BRT funcionou sem a cobrança de tarifa para os passageiros. O valor será usado pelos empresários da Pioneira para pagar a próxima folha dos empregados, depositada todo dia 20 de cada mês. “Hoje alguns ônibus já começam a circular e amanhã tudo volta ao normal”, disse João Jesus de Oliveira, diretor de imprensa do Sindicato dos Rodoviários.

O diretor-geral do DFTrans, Jair Tedeschi, explicou que os R$ 14 milhões serão provenientes do dinheiro do tesouro do GDF repassados ao DFTrans. “Isso é subsídio. Eu confio nos meus governantes, tanto no governador Agnelo Queiroz, como no vice Tadeu Fillippeli que nós teremos esse recurso”, garantiu.

Tedeschi também confirmou o retorno da cooperativa Alternativa após o repasse dos R$ 63 mil feitos pelo DFTrans. A cooperativa opera o transporte público de Brazlândia. Além da Alternativa, também voltaram ao trabalho motoristas e cobradores da Cootarde e da MCS.

A paralisação dos rodoviários da Pioneira, responsável pelo atendimento da bacia 2 do transporte público do DF, que atende Itapoã, Paranoá, Jardim Botânico, Lago Sul, Candangolândia, Park Way e São Sebastião, além do Expresso DF em Santa Maria e Gama, afetou cerca de 200 mil brasilienses nessa mais de semana paralisada.

Isa Stacciarini

Roberta Pinheiro

Fonte: Correio Braziliense – 13/11/2014 18:44 Atualização: 13/11/2014 19:26

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios