Motoristas reclamam da falta de segurança nas rodovias que cortam o DF

Polícia afirma que fiscalização atende a demanda

Os motoristas que trafegam pelas rodovias que cortam o Distrito Federal estão cansados de serem vítimas de criminosos. Muitos reclamam da falta de segurança e fiscalização nas estradas. Uma mulher que prefere não ser identificada foi vítima de um sequestro relâmpago. Ela saia do trabalho no Gama, região administrativa do DF, quando foi abordada por um homem que entrou no carro dela e anunciou o assalto.

 A vítima passou pelas BRs 060 e 070 no sentido Goiás. No caminho, ela ainda encontrou duas viaturas da polícia, mas não conseguiu pedir socorro. Ela contou que os bandidos disseram que se ela gritasse ou fizesse algo iria morrer. A mulher ficou quase três horas em poder dos bandidos até ser abandonada em um matagal e conseguir ajuda da polícia. Para ela faltam blitz para coibir a ação dos criminosos.

 — Se tivesse uma barreira na rodovia na hora em que eu estava sendo sequestrada, certamente os bandidos estariam presos.

 Atualmente existem 13 postos rodoviários em todo o DF e Entorno. Seis deles são da PRF (Polícia Rodoviária Federal), são eles BR 020 – liga Brasília a Formosa (GO); BR 040 – sentido Santa Maria; BR 050 – Catalão (GO); BRs 060, 070 e 080 – sentido Goiás. Os de responsabilidade do Batalhão de Policiamento Rodoviário ficam na DF 095, mais conhecida como via Estrutural; DF 003, próximo ao balão do Colorado; DF 001 – em Samambaia, DF 128 – em Planaltina, DF 025 no Lago Sul, DF 180 em Brazlândia e mais um na DF 003 próximo ao Catetinho.

 A reportagem percorreu alguns desses postos em dias e horários diferentes para saber como estava a fiscalização. Às 17 horas na BR 020, a via estava bem movimentada, mas não havia policiamento na rodovia. Os carros passavam tranquilamente. No mesmo horário via Estrutural, o transito é intenso, mas nenhum carro é abordado. Um policial apareceu, mas apenas para ajudar na travessia de pedestres. Na BR 060 nem os cones ficam na rodovia, os carros passam normalmente.

Às 19h30 na BR 040 a movimentação é grande, mas não houve policiais parando os carros e abordando os motoristas. Durante a noite na via Estrutural a reportagem não encontrou nenhuma operação ou fiscalização. Na DF 001 também não foram verificadas abordagens. Na BR 040, nenhum policial. Já na DF 001, na subida do Colorado dois policiais estavam parando alguns carros.

 Segundo o comandante do Batalhão de Policiamento Rodoviário, major Eduardo Condi, as fiscalizações são constantes e eficientes. Ele ressalta ainda que a polícia trabalha em cima de estatísticas.

 — Nós tivemos uma redução drástica no numero de vítimas. Além das abordagens, nos fazemos fiscalização em outros locais, nas rotas de fuga. Principal trajeto escolhido pelos bandidos.

 Em nota, a PRF informou que o trabalho é constante e que as fiscalizações são feitas de acordo com a necessidade das rodovias.

Fonte: R7 DF