fbpx
31 de julho de 2021

Obras removidas em áreas rurais do Gama e do Paranoá

Três construções irregulares foram derrubadas durante as operações coordenadas por Seops e Agefis

Os núcleos rurais Ponte Alta Norte, no Gama, e Café sem Troco, no Paranoá, foram os alvos do Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo nesta quinta-feira (18). Três construções e mais de cinco mil metros lineares de cerca foram retirados de áreas públicas. As ações foram coordenadas pela Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) em parceria com a Agência de Fiscalização (Agefis).

Participaram também a Polícia Militar, a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), o Corpo de Bombeiros, a Companhia Energética de Brasília (CEB) e a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb).

Gama – Na chácara 15 do Condomínio Plenitude, na Ponte Alta, foi retirada uma edificação de 300 metros quadrados. Nos fundos da chácara 3, uma edificação em alvenaria de 70 m² foi ao chão. A Agência de Fiscalização emitiu, ainda, uma intimação demolitória com prazo de dez dias para uma edificação de 90 m².

O responsável deve, portanto, desocupar a construção e removê-la por conta própria dentro do prazo. Caso isso não ocorra, a operação será retomada no local. Um auto de embargo também foi expedido, o que determina a paralisação da obra irregular. No terceiro ponto de fiscalização, na chácara 46, 100 metros lineares de cerca em arame e 50 de tela para cercamento foram descaracterizados.

Paranoá – Parte do Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo atuou também no Km 4, da DF 130, na região do Café sem Troco. Uma edificação em madeira, de 20 m², e cinco mil metros lineares de cerca em arame foram removidos. Além disso, duas fossas foram inutilizadas.

Fonte: GDF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial