Pitiman não alça voo e tucanos podem fechar acordo com Frejat

imgO comando nacional do PSDB está frustrado com o baixo desempenho do deputado Luiz Pitiman na campanha pelo Palácio do Buriti. E tucanos de alta plumagem começam a articular a desistência do seu candidato. Se isso acontecer, Pitiman, embora resistente, vai pousar nos braços de Jofran Frejat (PR).

O próprio senador Aécio Neves, que concorre ao Palácio do Planalto, tem incentivado conversas diretamente com a coligação encabeçada por Frejat. O porta-voz dos tucanos para negociar o apoio é o presidente regional da legenda, Eduardo Jorge, ex-chefe da Casa Civil de Fernando Henrique Cardoso.

O pensamento do PSDB é o de que, ao lado de Frejat, de Arruda e do clã Roriz, o senador Aécio Neves terá um palanque forte na capital da República. As conversas devem caminhar para uma batida do martelo até o dia 30. Cedendo à direção nacional do partido e apoiando Frejat, Pitiman teria espaço num eventual governo do PR.

O argumento dos tucanos para que Pitiman jogue a toalha é válido. Afinal, Aécio Neves perdeu terreno em Brasília, embora tenha crescido quatro pontos na última pesquisa Datafolha. A mudança para cima, porém, se deu no Sudeste. Na capital, o presidenciável tucano oscila muito. E quanto mais Pitiman cai, mais difícil fica a situação do senador.

Fonte: Notibras, por Karla Maranhão – 18/09/2014

Tags

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios