Protesto de estudantes da FGA na Reitoria da UnB

Professor da UnB Gama reprova 100% dos estudantes

Hoje, 11 de março de 2013, a Gestão Aliança pela Liberdade do DCE participou de um ato pacífico na reitoria, liderada por alunos das engenharias da Faculdade Gama (FGA).

Os alunos das disciplinas de Eletricidade Aplicada e de Sistemas Digitais 2 do campus FGA entregaram à Administração Superior da nossa Universidade um abaixo-assinado com 45 assinaturas reivindicando que as menções das turmas mencionadas sejam reavaliadas, tendo em vista o índice de reprovação de 100% na disciplina Sistemas Digitais 2 e 97,5% em Eletricidade Aplicada, concedidas pelo mesmo professor em ambas as turmas.

Estes índices de reprovação anormais são reincidentes há mais de dois anos, sendo o professor acusado de violar as resoluções no 006/1986 e 055/1987 do CEPE e no 0001/2012 do CONSUNI. Para ilustrar a gravidade da situação, alunos até então com IRA superior a 4,5 estão sendo sucessivamente desligados da Universidade de Brasília.

Os estudantes foram recebidos pelo Prof. Ivan Camargo, Reitor da UnB, e pelo Prof. Mauro Rabelo, Decano de Ensino de Graduação. Firmou-se o compromisso de que o DEG convocaria uma comissão para apurar este e outros casos de violação de conduta por parte de docentes na FGA, que contará com representantes de turma. Além disso, a direção da Gama será acionada para avaliar o caso de modo justo, imparcial e em consonância com as normas da Universidade.

O DCE buscou desburocratizar as demandas dos estudantes, orientando os representantes acerca do caminho institucional a ser seguido. Afirmamos o compromisso com o direito de todo estudante ter sua menção reavaliada por uma banca sem interesses corporativistas, primando por aspectos acadêmicos que destacam competências intelectuais do estudante.

Os estudantes buscam coerência entre o conteúdo ministrado e o avaliado.

Fonte: Facebook UnB/Gama – Engenharias