Tiro atinge dois carros em frente a hospital do Distrito Federal

Testemunhas dizem que duas jovens estavam mexendo em arma.
Revólver foi apreendido; PM confirma que ele pertence a policial.

 

Dois carros foram atingidos por um tiro na madrugada desta sexta-feira (4) em frente ao Hospital do Gama, no Distrito Federal. O disparo saiu da arma de um policial militar. Duas jovens estariam mexendo no revólver quando ele disparou.

O tiro passou pelo para-brisa de um carro modelo Uno e acertou o vidro traseiro de outro, um Siena, que também estava parado no estacionamento.

A Polícia Militar foi chamada. Testemunhas contaram que duas jovens estavam no interior do Uno, mexendo em um revólver, quando a arma disparou.

Por pouco não aconteceu uma tragédia. “Estava com uma criança no carro aí atrás. As duas estavam mexendo na pistola. O cara [dono da arma] diz que é PM”, afirma o motorista Nonato Martins.

A arma foi apreendida. A PM confirmou que ela pertence a um policial militar que estava fora de serviço. A polícia não informou o nome dele nem das duas jovens que teriam feito o disparo.

Houve discussão entre a polícia e o dono do carro atingido pelo tiro. O caso foi registrado na delegacia.

Fonte: G1 DF

 

“Corporativismo”

Testemunhas contaram que os “PMs” levantou o documento do carro da vítima no Detran, e estava irregular “prato cheio” a vítima agora é culpado e tentavam intimida´-lo para livrar o companheiro de farda.

A inversão dos valores morais essa é a herança daqueles que se diziam do “bem”, “corretos”, “sérios” valores que foram passados de geração para geração estão se perdendo e nos percebemos em meio a uma sociedade com valores invertidos, onde o certo e o errado se confundem, onde as pessoas desenvolveram a capacidade de aceitar o errado como certo ou simplesmente se omitir a perceber  isso e a reagir diante de tais fatos.

Israel G. R. Carvalho
Gerente de conteúdo