Destaque (Slide Show)NotíciasNotícias do Gama

Comunidade Terapêutica Vinde Vida ajuda mulheres e homens a se livrarem da dependência química no Gama

Uma das paredes da comunidade vinde vida, em que a arte foi feita por um dos internos.

A Comunidade Terapêutica Vinde Vida é um centro de recuperação para dependentes de substâncias químicas. A entidade fica localizada na Chácara Roma nº 82, Ponte Alta de Cima, Gama – DF.

O local atende pessoas com perfis e as idades variados. A maioria dos pacientes foi resgatado nas ruas por voluntários de igrejas.

A casa de recuperação é gratuita e não tem apoio governamental, por isso vive de doações e trabalho voluntário. Psicoterapeutas, médicos, dentistas e enfermeiros costumam ajudar. Mas, apesar da ajuda de igrejas e voluntários, o orçamento é apertado. Para se ter uma ideia, por causa da abstinência das drogas, os assistidos sentem muita fome. Por conta disso são servidas quatro refeições diárias. Na casa o mais difícil de adquirir é carne, pois é um insumo que pesa consideravelmente no orçamento. Além de alimentos, a comunidade precisa de camas, colchões, jogos de cama e armários. Com melhor e maior estrutura eles conseguem atender mais pessoas.

Por não se tratar de uma clínica médica especializada, os assistidos não podem ser medicados. Diante desse fato a Entidade conta com a determinação e a perseverança dos assistidos. Lá todos são cuidados com muito amor e carinho. A Entidade está buscando a ajuda do Centro de Atenção Psicossocial (CAPs) para que eles ajudem com a parte médica especializada. Nesse meio tempo, médicos voluntários ajudam e receitam medicamentos leves, que podem ajudar a combater dores de cabeça e ansiedade, por exemplo.

O Pastor José Cauhy é quem preside a comunidade. No local, além dos momentos de devoção e fé, os assistidos participam de oficinas de artesanato, tapeçaria, culinária, entre outras atividades que a casa oferece.

Bem estruturada a chácara onde fica a comunidade tem um pequeno lago com peixes. Com cerca de um metro de profundidade e cheio de peixes o local se tornou uma dos locais que os assistidos mais gostam. Eles pescam e depois soltam novamente na água. Isso é conhecido como pesca esportiva. Por conta desse lago a comunidade também pede doações de ração de peixe.


Orlando Miranda de 72 anos um dos assistidos e voluntário da casa

Orlando Miranda de 72 anos morador de Belo Horizonte cabeleireiro de profissão conta que após a morte da mãe entrou em depressão e foi quando conheceu o crack e passou 9 anos como dependente químico. A ajuda veio através de uma cliente que estendeu mão levando-o a Comunidade Vinde Vida, o local é a oportunidade de recomeço.

“Na época alguns amigos meus aconselharam que eu não deveria vir. Eles achavam que o evangélico é muito homofóbico, neuróticos e poderiam ter algumas reações grosseiras sobre a minha homossexualidade. Pelo contrário foram bem acolhedores e respeitosos. Eu só tenho a agradecer a Deus, não sabia que Deus gostava tanto de mim. Aqui, tenho a oportunidade de me tratar, sem usar medicamentos pesados, somente com terapia, cultos, trabalho, dedicação e amor de todos minha nova família. Estou muito feliz”, declarou Orlando
Lei Federal

A internação involuntária e a compulsória são previstas na Lei Federal de Psiquiatria, de 2001. Na involuntária, o familiar solicita à Justiça por escrito a internação do dependente químico, com base no laudo de um psiquiatra. Na compulsória, não é necessária a autorização de um parente. O pedido é feito por um médico, que atesta que a pessoa não tem domínio sobre sua condição psicológica e física. Ambas têm de ser informadas ao Ministério Público para evitar arbitrariedades e abusos.

Acompanhe aqui nosso vídeo-reportagem dessa obra:

Veja nossa galeria de fotos do local:

Mais fotos da comunidade. Clique aqui!

Se você tem interesse de visitá-los ou ajudar a Comunidade Vinde Vinda com doações, entre em contato com o Pr. Cauhy pelo telefone (61) 9.8148-0506 / (61) 9.8370-1942

Telefones:  (Claro  61 9.9203-0065)  (Oi 61 9.8435-9539) (Tim 61 9.8148-0506) (WhatsApp 61 9.8225-6341)
Endereço: Chácara Roma n° 82- Ponte Alta de Cima- Gama

Para fazer uma doação em dinheiro:
Banco do Brasil – Agência: 2901-7/Conta corrente: 32.780-8
Banco de Brasília – BRB Agência: 0078 / Conta corrente: 0780056574

Que Deus abençoe sua vida!

Da Redação do Gama Cidadão

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar