Goiás registra 353 ocorrências de crimes eleitorais

Goiás registra 353 ocorrências de crimes eleitorais durante pleito deste domingo

Número representa média de 1,4 procedimento por município. Eleição foi considerada a mais tranquila dos últimos tempos pelo Tribunal Regional Eleitoral

As forças de segurança de Goiás registraram até as 18h deste domingo (15/11), dia do primeiro turno das eleições municipais, um total de 353 ocorrências de crimes eleitorais, que foram atendidas pelas polícias civil e militar. O número representa uma média de 1,4 procedimento por cidade goiana. A eleição municipal de 2020 foi considerada a mais tranquila dos últimos tempos pelo Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO).

As ocorrências mais verificadas foram pela realização de boca de urna (124), divulgação de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos (70), violação do sigilo do voto (49), recusa pelo cumprimento ou obediência a diligências, ordens e instruções da justiça eleitoral (43), e os atos de dar, oferecer, prometer dinheiro e qualquer outra vantagem, para obter o voto (17).

Entre os municípios que tiveram ocorrências de crimes eleitorais, Águas Lindas de Goiás figura na primeira colocação no ranking. Na sequência, aparecem Aparecida de Goiânia e Santo Antônio do Descoberto. Em Goiânia, foram cinco registros.

Ao todo, a Polícia Militar de Goiás empregou 7,9 mil profissionais, que reforçaram a segurança nos municípios goianos durante o primeiro turno das eleições municipais. Uma das novidades neste ano foi a parceria com a Justiça Eleitoral, que proporcionou à PM o monitoramento dos locais de votação por meio de drones. Para garantir a ordem durante o pleito, a Polícia Civil também realizou plantão em todas as delegacias no Estado.

Secretaria de Segurança Pública (SSP) – Governo de Goiás