fbpx
DestaqueNotícias

Black Friday 2021: como aproveitar as verdadeiras ofertas

O Black Friday é uma tradição comercial estrangeira que adquiriu grande importância no calendário nacional, mas para aproveitar de verdade o dia, são necessários alguns cuidados

Uma das datas mais esperadas pelos brasileiros que necessitam comprar um produto em seu melhor preço é a Black Friday. A edição de 2021 já está causando muitas expectativas para o dia 26 de novembro.

A Black Friday é um evento comercial que oferece descontos para diversas categorias de produtos. Esta data é caracterizada por um dia inteiro de preços mais baixos com promoções em lojas de varejo.

Essa expressão surgiu nos Estados Unidos no século XIX e está diretamente relacionada a um dos feriados mais importantes do país: o Dia de Ação de Graças, que ocorre sempre nas últimas quintas-feiras do mês de novembro.

No Brasil, a data começou a fazer sentido a partir do ano de 2010, em que na última sexta feira do mês de novembro ocorrem as famosas “quedas de preço” e os produtos ficam mais atrativos.

Com isso, a grande maioria das lojas estão com promessas de grandes promoções, e o que se pode esperar disso é garantir aquele tão desejado celular, notebook, ou mesmo um móvel novo para a sala por um melhor preço.

Porém, o fato é que principalmente após a pandemia do Covid 19, as pessoas têm realizado compras pela internet, o que torna muito atraente aos sites utilizar qualquer tipo de “isca”. E é aí que mora o perigo em alguns casos.

Estamos falando de problemas como a falsa publicidade, a tão conhecida “propaganda enganosa”. Os mais variados exemplos de reclamações no Procon, que acabam com a esperança e confiança sobre a data tão aguardada.

Segundo um levantamento do Procon-SP, só em 2020, os acessos ao órgão chegaram a 1.221, sendo 813 reclamações e 408 consultas e denúncias.

Dentre as principais reclamações estão a maquiagem dos preços, pedidos cancelados após a compra, e uma grande mudança de valor no momento da finalização do pedido.

E para quem deseja aproveitar as verdadeiras ofertas, precisa ficar atento à reputação das lojas, assim como identificar as reais promoções. Por isso, separamos algumas dicas logo abaixo:

Encontrando as melhores ofertas reais

Normalmente, quando se deseja muito determinado produto e pesquisa há meses por ele, já se sabe ou existe uma noção do preço que as lojas estão pedindo.

Portanto, é importante monitorar sempre o preço do item desejado para entender se a oferta é uma oferta real ou falsa.

Sabemos que algumas lojas estão habituadas a aumentar significativamente o valor algumas semanas antes do evento, de forma a “diminuir” o valor ao comprar na sexta-feira. Por isso, pesquise corretamente e encontre preços preferenciais.

Existem sites comparadores de preço em que é possível também optar por criar alertas, onde se escolhe um produto e programa para que ele te avise quando estiver mais acessível.

Como todos sabemos, as marcas atualmente produzem uma grande variedade de equipamentos eletrônicos, produtos para cozinha ou produtos pessoais, competindo com potenciais concorrentes.

Quando se trata de saber qual marca comprar, sempre vale a pena buscar o conselho de quem já comprou ou pesquisou o assunto.

Confira a reputação da loja

Antes de comprar é recomendável verificar a reputação da loja ou do provedor de serviços online, principalmente se nunca ouviu falar da empresa.

No site Reclame Aqui, é possível conferir as reclamações dos clientes que já compraram na loja e verificar se a reclamação foi resolvida ou se eles sequer responderam.

Desta forma, pode funcionar como um termômetro e assim saber se deve comprar naquele site o seu produto de desejo.

Atenção aos prazos, trocas e formas de pagamento

As informações sobre preços e fretes de produtos devem ser claras, incluindo à vista e parcelado, e as diferentes empresas que levarão seus produtos até você.

Segundo o Procon, algumas lojas cobram juros no parcelamento, e isso precisa estar visível para o cliente por lei.

É importante lembrar ainda que de acordo com a lei do comércio eletrônico (7.962 /13), todas as lojas devem incluir informações sobre as políticas de troca e devolução.

Além disso, de acordo com o artigo 49 da Lei de Defesa do Consumidor, o prazo para devolução é de 7 dias, no caso de vendas online, por telefone, porta-a-porta ou compras por catálogo. E isso vale mesmo em caso de não ter gostado do produto.

Algumas lojas virtuais dão um prazo mais longo, mas via de regra, isso está no CDC, ou seja, se o seu produto não tiver o tamanho ou a forma imaginada, a lei garante que essa troca possa ser feita sem maiores problemas.

Sobre o pagamento, muitas lojas já possuem opções como Picpay, Mercado Pago, Pix, entre outras, que vão além dos cartões de crédito e podem ser mais seguros quando não quiser colocar suas informações no site.

Agora, já sabendo os passos que deve dar pra garantir com segurança aquele produto que sonhou há meses, confira quais são os mais buscados nessa data comercial..

Produtos mais buscados na Black Friday

Opções são o que não faltam nessa data para chamar atenção dos consumidores. São inúmeros os produtos e opções procuradas pelos brasileiros na Black Friday, mas dentre os mais procurados estão:

  • Smartphones (em especial Iphones);

  • Notebooks;

  • TV e Smart TV;

  • Video games;

  • Passagens aéreas;

  • Eletrodomésticos;

  • Móveis.

Como deu para perceber, inúmeras são as opções que há para aproveitar as verdadeiras ofertas da melhor forma.

Basta fazer uma boa pesquisa antes, saber a reputação da loja, ter atenção na hora de finalizar o pedido, garantir um retorno de qualidade em seu investimento e, se for o seu caso, lucrar nessa Black Friday de 2021.

Além dessas já citadas, a dica de ouro no momento da busca de produtos, é verificar aqueles que possuem muito uso e reposição.

No caso de escritórios e indústrias, por exemplo, seriam produtos como cartucho, toner e pacotes de papel. Para casa, seriam os itens de limpeza, higiene pessoal e alimentos não-perecíveis.

Tags

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

Artigos relacionados

Fechar