fbpx
25 de julho de 2021

Teste do pezinho é ampliado na rede pública de saúde em Brasília

Um dos exames mais importantes para detectar possíveis problemas na saúde das crianças, o teste do pezinho foi ampliado no Distrito Federal. Agora o teste da rede pública poderá detectar as doenças lisossomais e a imunodeficiência combinada grave.

A triagem neonatal, nome formal do procedimento, rastreava 36 doenças diferentes, o que já colocava o DF como referência no país. Com a ampliação, a quantidade sobe para até 44 tipos de enfermidades.

De acordo com a especialista em doenças raras, Maria Terezinha Cardoso entre as enfermidades lisossomais, foram acrescidas na triagem neonatal ampliada as doenças de Gaucher, de Niemann-Pick e as mucopolissacaridoses dos tipos 1, 2, 4, 6 e 7.

O tratamento delas era feito apenas quando os pacientes já apresentavam as sequelas iniciais, que vão desde problemas ósseos a cerebrais.

“O tratamento costuma ser caro e com pouca resposta. Mas quando se faz um diagnóstico antes do quadro clínico, fica muito mais efetivo, com um custo-benefício muito maior”, afirmou Teresinha.

“Se for preciso, é possível até fazer um transplante de medula e curar uma criança com mucopolissacaridoses dos tipos 1 e 2, e imunodeficiência”, ressaltou.

Jornal Destak – 29/09/2019 – 10:48:04

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

View all posts by Israel Carvalho →
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial