26 de outubro de 2021
UNAB manifesta repúdio a decisão do ministro Luís Roberto Barroso

UNAB manifesta repúdio a decisão do ministro Barroso

De acordo com a UNAB, os Ministros da Suprema Corte brasileira, estariam exercendo atividade político-partidária, ao participarem de articulação com congressistas a fim de impedir a aprovação da PEC 135/2019

A União dos Advogados do Brasil (UNAB), em nota enviada à imprensa, manifesta repúdio a ação intimidatória proferida pelo Ministro e Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, em referência ao atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), relacionada a instauração do “Inquérito das Fake News” e a apresentação de notícia-crime ao Ministro Alexandre de Morais, do Supremo Tribunal Federal (STF).

De acordo com a UNAB, os Ministros da Suprema Corte brasileira, estariam exercendo atividade político-partidária, ao participarem de articulação com congressistas a fim de impedir a aprovação da PEC 135/2019, fato que, se comprovado, configura crime de responsabilidade apto a ocasionar o imediato afastamento das funções públicas e o impeachment deles.

A entidade também faz referência as manifestações do último domingo (01), o qual diversas pessoas se reuniram em praças públicas a favor do voto impresso. Ainda segundo a UNAB, a discussão do modelo de votação vai além do presidente.

“Tal pleito ultrapassa a figura do Presidente da República, pois, trata-se de um anseio de todos os eleitores que objetivam ter a possibilidade de conferir se o mandato outorgado e depositado nas urnas é, de fato, correspondente aos resultados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral, o que, evidentemente, não pode ser demonstrado com as atuais urnas eletrônicas”, descreve a nota

Nota Pública na íntegra:

unab-manifesta-repudio-a-decisao-do-ministro-barroso

 

 

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

View all posts by Israel Carvalho →