CPI do DFTrans

dftrans

Campanella está na mira da futura CPI

Foto: Reprodução

As inúmeras denúncias envolvendo o DFTrans e seu diretor-geral, Marco Antônio Campanella, causaram grande alvoroço na tarde do dia (24) na CLDF. A Associação dos Auditores Fiscais de Transporte protocolou pedido de investigação contra uma série de denúncias elencadas em um processo de 2 mil páginas. Querem que a Casa instale uma CPI para apurar os fatos. Uma das denúncias refere-se ao cadastro de portadores de necessidades especiais, que é gerido pela Secretaria de Justiça. Segundo o processo, 27 mil cadastrados estavam em uma listagem paralela, que teria gerado um prejuízo de R$ 15 milhões aos cofres públicos. Em outra, os auditores afirmam que tiveram o acesso ao sistema de bilhetagem suspenso e uma norma editada em março, pelo diretor-geral, teria determinado a restrição ao trabalho dos auditores que, agora, não fiscalizam nada!

 

CPI do DFTrans II

Em Plenário, a história repercutiu. Primeiro foi Celina Leão (PSD), que já vem há tempos batendo na tecla da necessidade de uma CPI do Transporte. Depois, embalada pela galeria que gritava “CPI Já, Fora Campanella”, a deputada Eliana Pedrosa (PPS) completou afirmando que “o DFTrnas não é mais um órgão público. Agora é órgão partidário de filiações ao PPL. Deve ter muitos candidatos”!

Fonte: Alô Coluna ONs & OFFs

Tags

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios