Conteúdo

A história do Gama


Com a transferência da Capital da República para o Planalto Central, tanto o ribeirão como as áreas que pertenciam à fazenda Gama ficaram dentro da área escolhida para sediar a nova capital do Brasil. Conforme o Censo Experimental de Brasília de 1959, residiam na futura área do Gama cerca de 1.000 pessoas, assim distribuídas: nos arredores da Fazenda Gama, 587; na Fazenda Ponte Alta, 259; e na Fazenda Ipê, 108 habitantes. Foram assentados, no local da futura cidade, 30 famílias retiradas da barragem do Lago Paranoá, devido à finalização da obra da barragem. Assim nascia o Gama.

Segundo os registros da Freguesia de Santa Luzia, hoje Luziânia, que ainda se encontram no departamento de Terras e Colonização de Goiânia, a Região Administrativa do Gama está localizada em terras que pertenceram às fazendas do Ipê, Alagado, Ponte Alta e Gama, tendo esta última dado origem ao nome da cidade.

Embora não se tenha conhecimento exato da origem da palavra “Gama”, com que se intitulava a fazenda que emprestou seu nome à cidade, uma coisa é certa; ela partiu do Platô do Gama, onde estão localizadas as cabeceiras do ribeirão do mesmo nome. Na época,  o Padre Luiz da Gama Mendonça levava sempre seus ofícios às massas nas mais distantes localidades e era normalmente venerado, nada mais justo seria se supor que, em homenagem ao Padre, fosse dado ao Platô e ao Ribeirão o nome Gama, uma vez que, nenhuma outra família existiu por estas bandas com nome ou prenome GAMA.          

A RA II foi criada através da Lei n.º 49/89 e do Decreto n.º 11.921/89, que fixa os novos limites das Regiões Administrativas do Distrito Federal.

A RA II englobava o Núcleo Urbano de Santa Maria, hoje RA XIII, e as terras do então Recanto das Emas, hoje RA XV.

A Região Administrativa do Gama é formada por área urbana e rural. A área urbana está dividida em 6 (seis) setores: Norte, Sul, Leste, Oeste, Central e de Indústria.

O projeto da cidade lembra o formato de uma colméia. As quadras possuem formato hexagonal e, internamente um, formato triângular, com uma média de 96 a 100 lotes. Em cada triângulo, há um setor comercial.

A área rural é formada pelo Núcleo Rural Monjolo, pela Colônia Agrícola Ponte Alta, que se divide em Ponte Alta de Cima, Ponta Alta de Baixo e Ponta Alta Norte, Casa Grande, Alagado e pelo Centro Nacional de Pesquisas de Hortaliças – CNPH, da EMBRAPA.

A Região Administrativa tem como Santo Padroeiro São Sebastião, com data de Culto Público em 20 de janeiro, sendo ponto facultativo na  Região Administrativa, conforme Lei n.º 2.908, de 05/02/2002.

Um pouco da história da Sociedade Esportiva do Gama


Gama Campeão da Série B em 1998

A Sociedade Esportiva do Gama é o clube com mais tradição e história em atividade no Distrito Federal. Fundado em 1975 por desportistas da cidade-satélite do Gama, no Distrito Federal, o “Gamão do Povão” obteve o primeiro de seus dez títulos locais em 1979,  evitando o tetracampeonato do Brasília Esporte Clube. Para muitos gamenses, foi o melhor time do Gama de todos os tempos, com ídolos locais bem conhecidos como Carlão, Fantato, Manoel Ferreira, Kidão, Odair e Péricles. Mas o clube ganhou projeção nacional ao conquistar o Brasileiro da Série B de 1998,  enfrentando, no quadrangular final, as equipes do  Londrina/PR, Desportiva/ES e Botafogo/SP. Assim, representou o Distrito Federal na primeira divisão nacional entre 1999 e 2002, quando acabou rebaixado. Desde então, o Gama tem feito campanhas fracas e em 2012 não chegou a disputar nem mesmo a quarta divisão nacional.

Site oficial: www.segama.com.br

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar
%d blogueiros gostam disto: