Após abertura gradual de atividades, Brasília se prepara para retomada do turismo a partir de julho

Aeroporto JK prevê crescimento de 640% no fluxo de passageiros já neste mês em comparação a abril de 2020

Desde o início da pandemia, o Governo do Distrito Federal tomou medidas efetivas de segurança para evitar a propagação do novo coronavírus. Agora, com o retorno gradual de diversas atividades comerciais em Brasília, já se espera um crescimento de 640% no fluxo de passageiros no Aeroporto Internacional JK neste mês de julho e, consequentemente, a Secretaria de Turismo do DF também estima um aumento na movimentação do setor que está otimista para uma retomada do turismo na capital.

Após abertura gradual de atividades, Brasília se prepara para retomada do turismo a partir de julho. Foto: Luís Tajes/Setur-DF

De acordo com a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, a cidade está pronta para receber os visitantes de todo o país com segurança, e aposta no turismo interno como o grande aliado nessa retomada, já que houve um aumento no número de voos domésticos. “Estamos implementando todas as medidas de segurança necessárias no comércio e em pontos turísticos. E ainda temos um aeroporto que é um exemplo de modernidade e eficiência aérea, além de ser o maior hub doméstico do país,” garante Vanessa.

Para o diretor de Assuntos Corporativos da Inframérica, Rogério Coimbra, o Aeroporto de Brasília é um importante centro de conexão e vem recuperando o movimento de forma gradual com ações necessárias para evitar aglomerações em virtude da intensificação das operações que estão sendo retomadas ao longo deste mês. “Reabrimos uma das salas de embarque – o pier norte – que estava fechada desde abril, como forma de atender às recomendações de distanciamento social. Além disso, adotamos diversos protocolos sanitários como a solução termográfica para aferir a temperatura corporal dos passageiros e, ainda, disponibilizamos diversos pontos de álcool em gel nos principais setores do terminal. Tudo isso para proteger os passageiros e a nossa comunidade aeroportuária,” afirma o diretor.

Para os empresários do setor, a expectativa de aumento dos voos para Brasília é vista com bastante otimismo. Segundo a presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Distrito Federal (ABIH-DF), Adriana Pinto, a colaboração entre os setores público e privado é fundamental para a recuperação do setor e afirma que os hotéis estão prontos para receber os visitantes com toda segurança. “Estamos bastante otimistas com esse aumento no fluxo de passageiros. Nossa rede hoteleira voltou a operar normalmente este mês com todos os EPI´s e novos procedimentos de segurança e higiene necessários que fazem parte do Manual de Boas Práticas lançado em parceria com a Setur-DF,” explica Adriana.

Retomada de voos domésticos

A Inframérica estima que este mês volte a ter, em média, 100 pousos e decolagens por dia em Brasília que volta a ter ligação com as cinco regiões do país e 35 destinos. Quanto aos voos internacionais, ainda não há previsão. O aeroporto de Brasília é o 3º em movimentação de passageiros no país e recebia, em média, 380 voos por dia. Com a pandemia, em abril, a movimentação caiu para 21 voos a cada 24 horas.

Com informações do Grupo Objetiva Assessoria – 07/07/2020