EducaçãoNotícias

Enem: veja sugestões de livros e autores para ir bem nas questões de literatura

Obras são mais cobrados em questões de interpretação de texto

Obter bom desempenho por meio do acerto de questões é o que grande parte dos estudantes deseja quando participam do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias é aplicada no primeiro dia e, por não haver previsão em edital, é constante a preocupação dos estudantes com os livros que serão cobrados na avaliação.

As questões são construídas a partir das matrizes de referência adotadas para “indicar habilidades a serem avaliadas em cada etapa da escolarização e orientar a elaboração de itens de testes e provas, bem como a construção de escalas de proficiência”, sinaliza o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A matriz de referência de cada prova está associada a diversas competências.

No caso da literatura, a competência é avaliada nas questões por meio de análise, interpretação e aplicação dos recursos das linguagens conectando, entre outras coisas, os textos com o momento em que foram produzidos. O participante Enem deve saber relacionar o texto literário a aspectos como contexto histórico, social e político da obra; relacionar concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário; e também identificar valores sociais e humanos atualizáveis e permanentes no patrimônio literário nacional.

Questões construídas a partir de trechos de obras literárias consagradas não são raras de encontrar. Ao contrário dos vestibulares tradicionais, a prova do Enem não traz recomendações. Por isto, a abordagem mais comum está associada à interpretação de textos. Autores como Ariano Suassuna, Clarice Lispector, Graciliano Ramos, Machado de Assis e diversos outros se destacam entre os mais cobrados. Confira abaixo algumas sugestões:

  1. Ariano Suassuna

Obra: O santo e a Porca

O Santo e a Porca é uma obra escrita em 1957, com linguagem próxima à literatura de cordel e às festas populares conhecidas como Folguedos. Por meio do livro é contada a história do idoso Euricão Árabe, devoto de Santo Antônio que mantém escondida uma porca cheia de dinheiro em sua casa. Caracterizada como comédia, a obra é escrita em três atos e tem características do Movimento Armorial, cuja proposta foi criar arte erudita a partir de elementos culturais do Nordeste brasileiro.

  1. Clarice Lispector

Obra: A Hora da Estrela

A Hora da Estrela narra através do olhar de Rodrigo S.M., o alter-ego de Clarice Lispector, a história de Macabéa, uma jovem que partiu do sertão do Alagoas para viver no Rio de Janeiro. Apesar de aprender a datilografar, a personagem consegue um emprego ruim e leva a vida sem grandes perspectivas de futuro – um retrato da realidade que, apesar da época em que foi escrita, se mostra atual.

Obra: A Descoberta do Mundo

Em A Descoberta do Mundo, Clarice mistura realidade e ficção em forma de crônicas ao retratar diversas experiências de vida. O livro é contado através dos dias, como um diário particular. Embora apresente pessoas e personagens marcantes na vida de Clarice, a obra traz reflexões atemporais sobre comportamentos e personalidades.

  1. Fernando Pessoa

Obra: O Livro do Desassossego

A obra foi publicada pela primeira vez em 1982 – cerca de 50 anos após a morte do autor – e por isso é caracterizada como uma obra póstuma que não é narrada a partir do tempo cronológico. A obra compila textos avulsos do autor com características autobiográficas, introspectivas, entre outras; se aproxima do gênero de romance e traz reflexões diversas sobre a complexidade da mente de Pessoa.

  1. Graciliano Ramos

Obra: Vidas Secas

Em Vidas Secas, Graciliano retrata uma família de retirantes nordestinos que, devido à seca que atinge a região, parte em busca de uma vida melhor. Fabiano, Sinhá Vitória, os filhos (mais velho e mais novo) e Baleia são os personagens principais da narrativa, marcada pelos poucos diálogos e pelo tempo psicológico.

  1. José Saramago

Obra: Ensaio sobre a Cegueira

Ensaio sobre a Cegueira é uma reflexão sobre os comportamentos humanos e a forma como as relações são construídas. No Início da narrativa, os personagens são acometidos repentinamente pela cegueira, que rapidamente se espalha pela cidade e que traz reflexões profundas sobre a essência do ser humano.

Obra: Os Poemas Possíveis

Esta é a primeira obra poética de José Saramago, publicada em 1966. As produções abordam temas como fraternidade, luta e liberdade através das palavras.

  1. Machado de Assis

Obra: A Causa Secreta

Este é um dos famosos contos de Machado de Assis que aborda temas como a frieza e a crueldade do ser humano. A história gira em torno de personagens como o médico Garcia e Fortunato, que dedica-se aos feridos e doentes e cujo comportamento dá origem ao nome do conto.

Obra: Crônicas e Contos

O autor possui diversas obras de crônicas e contos que podem ser facilmente encontrados em livrarias. Como muitas destas obras tornaram-se clássicos da literatura nacional, vale à pena conhecê-las.

Ascom educa Mais Brasil

Tags

Artigos relacionados

Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar
%d blogueiros gostam disto: