Agenda Cultural e ConvitesDestaque (Slide Show)EducaçãoNotícias

Fundação Santillana lança livro sobre a BNCC

Nove conselheiros do CNE assinam artigos que documentam processos e demandas da Base Nacional Comum Curricular; lançamento ocorre dia 2 de setembro

Um aprofundado registro histórico do processo de construção da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) da Educação Infantil e Ensino Fundamental no Conselho Nacional de Educação (CNE) está organizado na obra BNCC: Educação Infantil e Ensino Fundamental – Processos e demandas no CNE, publicada pela Fundação Santillana. Com artigos de nove dos mais importantes nomes da política educacional, o livro reúne reflexões acerca do tema, e coloca em perspectiva os desafios, sucessos e limitações do processo que culminou no documento que fundamenta as aprendizagens das primeiras etapas do Ensino Básico. O lançamento ocorrerá no dia 2 de setembro, na sede do CNE, a partir das 18h, e contará com a presença dos autores.

Para além do fato histórico, o registro da empreitada fornece um rico material para investigações e ponderações futuras, uma vez que compila pensamentos de figuras-chave da elaboração passados alguns meses da finalização do processo. Os textos registram as discussões sobre questões que, com frequência, se desviaram dos principais problemas da Educação Básica como evasão, repetência e baixa qualidade de ensino-aprendizagem.

Ivan Cláudio Pereira Siqueira, organizador da obra e membro do CNE, explica que a iniciativa de um livro com artigos escritos pelos conselheiros sobre a Educação brasileira surgiu logo após a votação final da base. “A Fundação Santillana propôs ao então presidente do CNE, Eduardo Deschamps, a escrita de um livro pelos conselheiros abarcando as distintas visões sobre o processo. O convite para escrever foi endereçado às conselheiras e aos conselheiros que participaram do percurso de elaboração da BNCC da Educação Infantil e do Ensino Fundamental com oferta de liberdade de escrita. O propósito central era constituir material de ‘viva voz’ desses protagonistas”, afirma Ivan Cláudio.

No artigo “BNCC: a escola, o currículo, a diversidade do Brasil e a sociedade do século 21”, escrito por Eduardo Deschamps, defende-se que, em muitos aspectos, a BNCC só é compreendida por aqueles que possuem formação ou atuam na área educacional. Segundo Deschamps, seria interessante empreender esforços para a elaboração de um documento complementar de leitura acessível aos pais ou responsáveis pelos estudantes, para permitir um acompanhamento mais próximo do processo de desenvolvimento de seus filhos.

Segundo o texto de Cesar Callegari, ex-presidente da Comissão da BNCC, a reforma do Ensino Médio e a Base precisam ser mais amplamente discutidas. Para ele, a defesa de uma Base como expressão dos direitos de aprendizagem preconiza sua enunciação para todo o Ensino Médio e não apenas para uma parte dele. “Os próximos tempos decerto revelarão se o que se produziu como BNCC, bem como o posicionamento dos diferentes atores nesse processo, terá representado, de fato, uma efetiva contribuição para uma Educação de qualidade como direito de todos os brasileiros”, afirma Callegari.

O livro explora ainda temas como a diversidade do Brasil e a autoafirmação da Educação Escolar Indígena. De acordo com o artigo de Gersem Baniwa, não há dados que indiquem a participação de indígenas nos processos de dois anos de consulta sobre a BNCC (2015 e 2016) sob a coordenação do MEC. No entanto, educadores indígenas e especialistas ofereceram importantes contribuições para a revisão do texto da BNCC da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. A publicação vem na sequência de “Subsídios à Elaboração da BNCC: Estudos sobre temas estratégicos da parceria CNE e Unesco”, lançada no ano passado.

O livro “BNCC: Educação Infantil e Ensino Fundamental – Processos e demandas no CNE” está disponível para download gratuito no site da Fundação Santillana: mod.lk/bnccedu

No site, também é possível consultar e baixar outras obras de referência sobre diversos temas relacionados à Educação brasileira, sempre com acesso gratuito:www.fundacaosantillana.org.br/acoes-publicacoes.php

Para participar do evento de lançamento da obra, basta confirmar a presença no link: forms.gle/mU6jRtNBMirR4noU9

Serviço
Lançamento do livro “BNCC: Educação Infantil e Ensino Fundamental – Processos e demandas no CNE”
Data: 02/09
Local: Conselho Nacional de Educação
Endereço: SGAS, Av. L2 Sul, Quadra 607, Lote 50 – 70200-670 – Brasília – DF
Horário: 18h

Sobre a Fundação Santillana

A Fundação Santillana realiza e apoia iniciativas que contribuem para o desenvolvimento da Educação e da cultura. Para isso, incentiva a produção e difusão de conhecimento sobre temas centrais das políticas educacionais, do ensino e da aprendizagem.
Sua atuação enfoca a superação das desigualdades educacionais, baseada na certeza de que a Educação é o motor do desenvolvimento de um Brasil mais justo, democrático e sustentável. Por isso, as ações compreendem também a disseminação dos conhecimentos, para que gestores de instituições públicas e privadas, professores e toda a sociedade civil possam estar munidos de informações de qualidade para contribuir com a defesa da Educação de excelência para todos.
Fomenta o debate plural sobre desafios e soluções compartilhados por gestores, professores, pais e alunos em diferentes instâncias e regiões do País por meio da divulgação de análises, ideias, indicadores e boas práticas nas políticas públicas. Também incentiva premiações que buscam a valorização de professores e gestores.
Criada em 1979, atua na Espanha e em cinco países da América Latina. No Brasil desde 2008, trabalha em parceria com organizações nacionais e internacionais no desenvolvimento de projetos e obras de referência nas temáticas educacionais e da cultura.

Assessoria de imprensa

Ana Paula Fonseca – anapaula@danthi.com.br – 11 3812-7393/29
Reinaldo Adri – reinaldo@danthi.com.br – 11 3812-7393/25
Lúcia Martins – lucia@danthi.com.br – 21 3114-0779

Tags

Artigos relacionados

Fechar