Grupos de pesquisas de universidades federais são selecionados para receber incentivos em projetos

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), com apoio do Ministério da Educação (MEC), selecionou mais grupos de pesquisas de universidades federais para receber incentivo em projetos que atendam demandas do setor industrial. Parte desses grupos, 11 deles, foram selecionados nesta semana e devem receber cerca de R$ 30 milhões para investir em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I).

A nova seletiva foi feita dentre as 37 propostas apresentadas por grupos de pesquisas das universidades. Outros seis grupos já haviam sidos selecionados anteriormente e são vinculados às universidades UFRGS, UFSC, UFRJ, UFMG, UFU, UFCG. Com a iniciativa, cerca de 530 estudantes serão beneficiados.

Os projetos serão desenvolvidos nas áreas de Energias Renováveis, Fibras Florestais, Sistemas Embarcados, Geotecnologia e Agronegócio, Inteligência Artificial, Computação Industrial, Materiais Avançados/Nanomateriais, Computação Industrial, Robótica Inteligente, Sistemas Veiculares e Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

“Para cada unidade credenciada, a Embrapii assegura à indústria que aquele centro de pesquisa possa atuar como seu centro de P&D ou completar as atividades do centro que a empresa já possua”, destaca o diretor-presidente da Embrapii, Jorge Guimarães.

Além de estimular a interação entre o setor produtivo e os centros acadêmicos, o credenciamento de unidades em universidades federais também visa capacitar profissionais para atuação em projetos de PD&I na indústria.

Assim, o programa prevê a participação de estudantes de graduação e pós-graduação em projetos Embrapii, no modelo hands-on, que permite o aprendizado a partir da experiência real, atuando em projetos de pesquisa aplicada com a indústria.

*Com informações do MEC

Fonte: Agência Educa Mais Brasil