Servidores ocuparam a presidência da CAESB em Águas Claras

Funcionários reivindicam o cumprimento do último acordo firmado com a categoria

img

Os servidores da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) se reuniram no início da tarde desta quinta-feira (21), na sede do órgão, para um protesto.

Segundo informações de um funcionário, que preferiu não se identificar, os servidores da companhia estiveram em greve por 44 dias a um mês atrás. À época a CAESB levou o caso para a justiça, porém a greve foi considerada legal e não abusiva. Mesmo com o aval do judiciário, a côrte determinou que os grevistas voltassem a trabalhar imediatamente, sob pena de o sindicato arcar com a multa de 100 mil por dia, no caso de descumprimento.

O Sindicado da categoria, o Sindágua, convocou os funcionários para a manifestação em virtude do não cumprimento do último acordo entre eles reajuste salarial, de acordo com a inflação do período; pela não retirada de direitos como a gratificação por titulação, pelos anuênios previstos e por um plano de cargos.

“A Caesb afirma não ter como atender todas as reivindicações dos trabalhadores, embora continue a celebrar contratos milionários e contratando comissionados com salários médios de R$10 mil”, diz um dos servidores que aderiu à manifestação.

Aproximadamente 70 pessoas participaram do ato.

A informação da paralisação foi enviada à nossa redação por meio do Whatsapp.

Tags

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios