Wasny faz audiência pública para avaliar situação do Hospital Regional do Gama

Na noite da última segunda-feira (6), o deputado Wasny de Roure promoveu uma Audiência Pública para discutir a situação crítica da saúde e do Hospital Regional do Gama – HRG, no Centro de Ensino Especial do Gama. O deputado Wasny, como integrante da Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC), recebeu uma série de reclamações que o levaram a ampliar o debate junto à comunidade, que envolve também a necessidade de construção de novo hospital na cidade. “Temos que iniciar esse tema como um tema coletivo, envolvendo a população que conhece tão bem a triste realidade. Agradeço a presença dos que vieram e lamento a ausência dos que criticam e não vêm aqui discutir e participar”, destacou Wasny. Também participaram da reunião o deputado Reginaldo Veras, presidente da CESC e o deputado Chico Leite, além da administradora do Gama, Maria Antônia, representantes do GDF, do Diretor do Hospital do Gama, do presidente do Conselho de Saúde do DF, da presidente do Sindsaúde, representante do Conselho de Saúde do Gama e membro do Fórum Comunitário e de Entidades do Gama, entre outros. O evento aconteceu no Centro de Ensino Especial, no Setor Central e mobilizou a comunidade que sofre com tantos problemas na área da saúde.

Os presentes só queriam saber o porquê do velho e bom HRG ser tão maltratado. Sem concursos para renovar a equipe e com muitas pessoas se aposentando, sem manutenção e sem remédios, o HRG está abandonado à própria sorte. Foi o que ficou constatado durante a audiência pública.

Quando o assunto era a construção de outro Hospital, o plenário era uníssono: “porque não reformar o nosso hospital, em vez de querer construir outro em longo prazo? O que está faltando é gestão”, disse um orador exaltado.  

“E o Hospital de Santa Maria, que já está pronto e equipado, tem todas as condições para entrar em funcionamento, porque está fechado?”.  O superintendente da secretaria de saúde, que estava representando o secretário, ficou sem resposta.

“O governo já tem pelo menos um projeto e terreno destinados à obra do possível hospital”, disse Sr. João Ferreira. A resposta do coordenador da mesa, o deputado Reginaldo Veras, não poderia ser mais desanimadora. “Para os próximos seis anos não se animem hospital algum será construído”.

Caso de polícia

Uma senhora que segurava o neto nos braços foi quem mais chamou a atenção durante a reunião, ela e seu filho disseram que estavam vindo da delegacia por causa de um ocorrido no hospital. “Fomos buscar atendimento para a criança e acabamos na delegacia”. O relato da família preocupou Chico Leite, e outro deputado presente na audiência. O parlamentar  solicitou a assessores que anotassem os dados da usuária do sistema de saúde para que seu gabinete investigasse a situação.

“E as empresas que atuam no mercado dos planos de saúde particulares não investem em formação de mão de obra, e pegam nossos médicos recém-formados nas instituições públicas, mantidas pela população e sem custo algum levam para suas instituições, para obter lucros às custas do contribuinte que não tem acesso sequer a uma boa consulta”, disse o membro do Conselho de Saúde de Santa Maria.

A novidade no encontro foi o abaixo assinado promovido pelo Fórum Comunitário do Gama, que sugeriu ao governo um procedimento de conduta.  O documento assinado por todos os presentes, inclusive as autoridades, propõe que não se inicie qualquer obra de grande porte  antes que se resolva o problema na saúde do Distrito Federal.

O abaixo assinado continua circulando pela cidade, tomando assinaturas, inclusive pelas redes sociais.

 

Galeria de fotos. Clique aqui! 

Leia mais: Seminário Educação Ambiental em Prática no IFB Gama

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios