Após denúncias, Hospital Maria Auxiliadora no Gama recebe inspeção no atendimento à PM’s

luto pmdf

O Hospital Maria Auxiliadora recebeu inspeção sobre denúncias no atendimento à PM’s, após ofício realizado pelo advogado Dr. Leonardo Rangel e acompanhamento do Gama Cidadão.

Na tarde de quinta-feira (08/4), uma comissão composta por integrantes da sociedade civil, da corporação (PMDF) e o secretário nacional do PROS estiveram numa reunião de mais de duas horas com o diretor do hospital e mais dois especialistas do corpo médico, a fim de verificar as denúncias recebidas pelo portal Gama Cidadão e oficializadas pelo advogado Dr. Leonardo Rangel.

Leonardo foi o responsável pelo ofício endereçado a CLDF (Câmara Legislativa do Distrito Federal), ofício que só foi possível após denúncias recebidas por policiais atendidos no hospital. O ofício foi encaminhado especificamente para o Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar, Fábio Felix.

Citação do ofício abaixo:

As denúncias vão de omissão no atendimento até a intenção do corpo médico de causar de forma intencional a morte de pacientes, inclusive, segundo relatam, é a unidade particular onde mais se perde vidas pela Covid-19.

No último dia 23/03 um SARGENTO pediu ajuda em um grupo de Whatsaap, requerendo “pelo amor de DEUS” que retirassem ele daquela unidade, pois a intenção era deixá-lo morrer, com uma alimentação precária, sem colocá-lo no oxigênio e com muita dor, sem medicação. Triste, pois o Sargento veio a falecer dias depois do envio do áudio.

Veja dados enviado para a comissão via gmail: https://drive.google.com/drive/folders/1KHdQNh41J7W4NRpD5p4O1Qmv1PMTwvw8

Além de escutar as explicações, a comissão percorreu as diversas instalações do hospital, visitando alguns policiais e, ao final, fizeram um vídeo à frente do prédio, reforçando as solicitações ao Comandante Geral em relação ao plantão médico da PM 24 horas para que apoie os policiais e familiares, bem como ampliar a rede de atendimento em outros hospitais.

O secretário nacional do PROS disse e exigiu em tom firme para que o governador destinasse os recursos para tais melhorias em relação aos convênios e para pagar os quase 90 milhões de dívidas junto ao hospital visitado e a outros que a PMDF ainda precisa quitar:

“governador, levanta da cadeira e toma atitude”, disse o coronel Charles Magalhães.

Por Danrley Pereira – Da Redação do Gama Cidadão.

Recortes da matéria postada no portal BSB Times com adaptações – 09/04/2021