Brasília sitiada, Ibaneis decreta guerra contra a covid-19, no DF

Coronavírus: GDF e Iges-DF são obrigados a divulgar gastos com a pandemia

Lockdown com superlotação em UTIs faz o governador Ibaneis Rocha decretar toque de recolhimento na capital do país

Por meio de um novo decreto, o governador Ibaneis Rocha (MDB) decretou, a partir desta segunda-feira (08), toque de recolher nas ruas do Distrito Federal, das 22h às 5h. A medida ocorre após o aumento das ocupações de unidades de terapia intensiva (UTIs) na rede hospitalar da capital do país.

“Enquanto as UTIs estiverem com lotação máxima, precisaremos apertar as medidas de isolamento para diminuir o contágio e a consequente pressão sobre os hospitais”, afirmou Ibaneis

Apena de multa para quem descumprir a restrição pode chegar a R$ 2.000,00.

O Decreto Nº 41.874, além de prorrogar o lockdown até 22/03, entrará em vigor às 22h do dia 8 de março de 2021 e vigorará até às 05h do dia 22 de março de 2021, podendo ser alterado ou prorrogado a juízo de conveniência e oportunidade do Governador

O documento afirma que o toque de recolher não se aplica a servidores públicos, civis ou militares, a agentes de segurança privada e aos profissionais de saúde, que estiverem em serviço, bem como aos membros do Poder Judiciário, do Ministério Público, das Polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros, a advogados em diligência de cumprimento de alvarás de soltura, tampouco a representantes eleitos dos Poderes Legislativo e do Executivo, no âmbito federal ou distrital, desde que devidamente identificados.

Confira o novo decreto desta segunda (08), na íntegra

DODF-20-08-03-2021-Edicao-Extra-A


Covid-19 no DF

A ocupação de leitos de UTI continua acima dos 90%, causando preocupação nos médicos e técnicos da Secretaria de Saúde (SES), que vai ampliar ainda mais a capacidade, com a criação de 119 novos leitos ainda nesta semana. Às 11h15 deste domingo (7), a Sala de Situação mostrava que a ocupação total de leitos no Distrito Federal era de 93,39%.

Até o momento da publicação desta reportagem, 306.251 pessoas já foram infectados na capital, sendo que, 93,9% (287.469) deste número estão recuperados.

As regiões com mais casos confirmados são Ceilândia (12%), Plano Piloto (10%) e Taguatinga (9%).

Com relação ao local de residência dos casos, 268.377 (87,6%) residem no DF e 18.979 (6,2%) residem em outras Unidades Federadas (UF), sendo que os municípios do entorno respondem pela maior proporção dos casos de outras UF.

Da redação do Gama Cidadão – 08/03/2021