EducaçãoNotícias

Cartilha do Participante auxilia estudantes com a redação do Enem 2019

Candidatos podem consultar redações nota mil comentadas por especialistas

A redação – uma das partes mais temidas pelos participantes do Enem – possui “fórmulas” que, se seguidas à risca, podem render a tão esperada nota mil. Além das técnicas para a escrita no modelo dissertativo-argumentativo, o participante deve introduzir ao texto todo o repertório sociocultural que melhor baseie a sua argumentação.

Essas informações podem ser conferidas na Redação no Enem 2019 – Cartilha do Participante. A cartilha, entre outros assuntos, traz sete modelos de redações escritas no Enem 2018 que alcançaram nota máxima no exame. Com o tema “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”, dos 4 milhões de participantes apenas 55 produziram redações nota mil. Especialistas do Inep analisaram os textos publicados na cartilha, explicando ponto a ponto as produções, que podem ser consultadas individualmente aqui: Redação 1, Redação 2, Redação 3, Redação 4, Redação 5, Redação 6 e Redação 7.

Motivos que zeram a redação:

– fuga total ao tema;

– não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa;

– extensão total de até 7 linhas;

– cópia integral de texto(s) da Prova de Redação e/ou do Caderno de Questões;

– impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, em qualquer parte da folha de redação;

– números ou sinais gráficos fora do texto e sem função clara;

– parte deliberadamente desconectada do tema proposto;

– assinatura, nome, apelido, codinome ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante;

– texto predominante ou integralmente em língua estrangeira; e

– folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho.

Enem 2019

Este ano, o Enem será realizado nos dias 3 e 10 de novembro. O exame é um dos principais meios de acesso ao ensino superior público, através do Sisu, e nas faculdades particulares, através do Prouni e do Fies. Além disso, instituições portuguesas também utilizam a prova como seleção de brasileiros para cursos de graduação. Ao todo, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 42 instituições de Portugal firmaram parceria.

Agência Educa Mais Brasil

Tags

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

Artigos relacionados

Fechar