Destaque (Slide Show)EducaçãoNotícias

Conselho Nacional de Educação aprova parecer da BNCC do Ensino Médio

Documento segue para homologação do Ministério da Educação

O parecer da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Médio foi aprovado nesta terça-feira (4) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e segue para o Ministério da Educação. A próxima etapa é a homologação do documento, que estabelece as orientações para a educação básica em conjunto com a BNCC das etapas fundamental e infantil.

Em abril deste ano, a BNCC foi finalizada e encaminhada para a análise do Conselho Nacional de Educação (CNE). No mês seguinte, o Conselho realizou audiências públicas de caráter nacional em Brasília, no Distrito Federal (Centro-Oeste) e em outras quatro cidades brasileiras: Belém, no Pará (Norte); Florianópolis, em Santa Catarina (Sul); Fortaleza, no Ceará (Nordeste); e São Paulo, em São Paulo (Sudeste).

Segundo o MEC, o objetivo principal da Base Nacional é uniformizar os currículos de todo o país. Por este motivo, a implantação acontecerá nas redes pública e privada das esferas municipais, estaduais e federal. A aprovação acontece cerca de duas semanas após a homologação das Diretrizes Curriculares Nacionais, realizada em 20 de novembro, que também serviu de parâmetro para a estruturação da Base Nacional da última etapa do ensino básico.

Saiba mais: conheça a Base Nacional

Com base na BNCC, as únicas disciplinas comuns e obrigatórias a todas as séries do Ensino Médio serão Matemática e Linguagens. As demais serão ofertadas no decorrer das três séries, a critério das redes de ensino e a depender da área de aprofundamento desejada pelo estudante.

Novo Enem

“A construção do Novo Enem caberá ao novo governo. Não estamos encerrando nada, estamos dando mais um passo rumo à construção, mas com parâmetros já definidos”, sinalizou o ministro da Educação, Rossieli Soares no dia da homologação das Diretrizes Curriculares Nacionais.

Saiba mais:

A dinâmica de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passará por mudanças a partir de 2021, devido à homologação da BNCC. A previsão é que, no segundo dia, o estudante responderá às questões específicas da área em que escolher ser avaliado. No entanto, no primeiro dia de prova as questões serão comuns a todos os participantes.

Os itinerários técnicos ainda estão em processo de definição, mas devem estar organizados a partir dos requisitos: investigação científica, processos criativos, mediação e intervenção sociocultural e empreendedorismo.

Agência Educa Mais Brasil

Tags

Artigos relacionados

Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar
%d blogueiros gostam disto: