EducaçãoNotícias

Crianças e adolescentes influenciam seus fãs de forma positiva e incentivam os estudos

Entenda a importância da educação na carreira de artistas mirins

Nesta semana, a Vara Regional da Infância e Juventude de Recife vetou dois shows da cantora Mc Loma, de 15 anos, que ficou conhecida após gravar o hit Envolvimento no início do ano. As apresentações foram canceladas porque a artista não está cumprindo as regras que autorizam um jovem menor de idade a trabalhar, entre elas, frequentar a escola.

As exigências foram estabelecidas pela portaria nº 004/2011 da Vara Regional da Infância e Juventude da 1º circunscrição Judiciária – TJPE que regulamenta a participação de crianças e adolescentes em espaços públicos e concursos de beleza. Para que a participação seja autorizada, é necessário dar entrada em um pedido de alvará e enviar alguns documentos importantes, como por exemplo, uma declaração de matrícula e frequência de aulas emitidas por uma instituição de ensino.

O episódio com MC Loma traz um alerta aos pais de crianças e adolescentes que trabalham no meio artístico. “O colégio nunca foi deixado de lado por Duda, muito pelo contrário. A educação é um complemento essencial para sua carreira”, contou Camila Wendling, mãe de Duda Wendling, de 12 anos. A atriz começou a carreira aos seis anos atrás e já teve papeis muito importantes na teledramaturgia brasileira. Duda participou da novela Cúmplices de Um Resgate, da série Valentis e já foi escalada para a próxima novela das sete da Rede Globo. Diante de todo sucesso, a educação é algo bastante incentivado pela sua mãe Camila Wendling que é professora.

Camila contou também que quando Duda está gravando, suas notas só fazem melhorar e ela até observa uma pequena queda quando a menina não está no período de gravação. Duda confirmou isso. “Na escola eu tenho muita facilidade com matérias de exatas. Mas sinto que sou da área de humanas”, contou sorrindo. Duda também falou da importância dos estudos na sua vida. “Imagina se eu desse uma entrevista falando tudo errado? Não daria certo. Agora eu percebo, que quando estou gravando, minhas notas são bem melhores”, brincou Duda.

Outro exemplo positivo é de Luana Lima, mãe de duas artistas mirins Kaká Lima, 8 anos, e de Duda Lima, 11 anos. As meninas, participam de uma banda infantil intitulada de As Unicórnias. Por conta dessa exposição, Luana se preocupa muito com o que é publicado nas redes sociais da suas filhas e, principalmente, como os estudos delas. “Minhas filhas vão à escola, estudam e fazem outras atividades também. Eu sempre incentivo os estudos delas e deixo claro, que isso é necessário para a vida e para a carreira”, destaca.

Formada em Marketing, Luana atendeu o desejo da filha caçula quando tinha quatro anos para criar uma conta no Instragram para ela. Hoje, Kaká é uma influenciadora digital. Há pouco mais de um ano, a conta @kakalimaoficial explodiu alcançando o número de 31 mil seguidores. “Eu decidi que iria usar a rede social para dar dicas de lazer para outras crianças. No início, não tinha noção da proporção do sucesso da minha filha, quando eu percebi, quase não acreditei”, contou Luana.

Na opinião de Luana as crianças que são influenciadoras digitais precisam ser exemplo. “A educação, cultura e arte andam lado a lado. Não adianta ter tanta exposição e não saber como falar e como se comportar”. Um ponto positivo é que Kaká se interessa muito pelos estudos e é bastante disciplinada. “Eu amo estudar. A matéria que eu mais gosto é português. Nessa matéria eu posso ler várias fábulas e aprender muitas coisas”, contou a menina.

Fonte: Bárbara Maria – Ascom Educa Mais Brasil

Tags

Artigos relacionados

Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar
%d blogueiros gostam disto: