Em audiência com Jaqueline Silva, GDF garante R$31 milhões para Cartão Material Escolar

O Governo do Distrito Federal confirmou o orçamento de R$ 31 milhões para a execução do Cartão Material Escolar (CME) no ano que vem. O anúncio foi feito pelo subsecretário de Educação Básica do Distrito Federal, Tiago Cortinaz, na última quarta-feira (2), durante a audiência pública remota organizada pela deputada distrital Jaqueline Silva.

O evento online reuniu representantes do governo, do ramo de papelarias e beneficiários para debater os desafios do Cartão Material Escolar (CME) nos próximos anos. Atualmente, o programa beneficia 106 mil alunos de baixa renda, com auxílio de R$ 240 a R$ 320 para compra de material escolar nas papelarias cadastradas.

Jaqueline Silva (PTB) ressaltou que o CME “proporciona aos alunos um material de qualidade e no mesmo nível dos usados pelos demais colegas. Em 2020, o programa ainda trouxe um respiro aos papeleiros, gerando cerca de 2 mil empregos temporários, aumentando em aproximadamente 52% a receita das papelarias participantes”.

A beneficiária Diele Paulino, participou da audiência e tirou todas as suas dúvidas com os representantes dos órgãos públicos que estavam presentes. Diele ressaltou a importância do CME, afirmando ser um programa que tanto beneficiou ela e as filhas e que “se tornou fundamental no ensino das crianças e na participação escolar”. A professora Luana Almeida, do CAIC de Santa Maria, sugeriu que a iniciativa se tornasse um exemplo a ser adotado em todo o país e lembrou dos problemas com a falta de materiais que os professores enfrentavam. “Muitas vezes a gente tirava do próprio bolso para fazer algo diferente para as crianças aprenderem melhor. Hoje temos material de qualidade”, comemorou.

O secretário de Empreendedorismo do DF, Mauro da Mata, convocou os donos das papelarias e armarinhos que participaram do programa esse ano para entregarem a prestação de contas até o dia 4 de dezembro. Somente após a conclusão dessa etapa, poderá ser iniciado o processo de credenciamento para 2020. Nos próximos dias, será realizada uma reunião com a Secretaria de Assistência Social e de Educação, com participação da Deputada, para buscar definir pontos como a atualização cadastral das famílias beneficiadas e as etapas de entrega do cartão para aqueles que não receberam este ano.

*Com informações do gabinete da deputada Jaqueline Silva – 03/12/2020