Destaque (Slide Show)EsporteEsporteNotíciasNotícias do Gama

Gama é campeão invicto do Candangão após empatar com o Brasiliense

Alviverde abre 2 a 0, sofre o empate, mas Jacaré não tem força para tirar a vantagem construída no jogo de ida e vê o rival conquistar o 12º título

12 vezes Gama

Não teve jeito, o Brasiliense até tentou, mas não conseguiu impedir o 12º título do Gama no Candangão. O Alviverde tinha a vantagem de pode perder por até um gol de diferença. Porém, não quis saber da vantagem e abriu 2 a 0 com Tarta e Gilsinho. O Brasiliense correu atrás do prejuízo e empatou com gols de Platini e Maikon Leite, mas não teve poder de reação para tirar a vantagem construída pelo Alviverde ainda no primeiro jogo e viu o sonho de conquistar o 10º título do Candangão acabar de forma melancólica, diante do maior rival.

Campeão invicto

Com o empate no segundo jogo da final, o Gama voltou a ser campeão invicto após 16 anos, a última vez havia sido em 2003. O clube repetiu a dose agora em 2019: foram 14 vitórias e três empates. Outra curiosidade sobre os dois títulos é que o Alviverde encarou o mesmo Brasiliense nas duas decisões.

O pôster dos campeões

Público e Renda

O Mané Garrincha recebe 14.736 pagantes para o segundo e decisivo duelo da final. A renda total foi de R$ 254.116,00.

Torcida do Gama foi ampla maioria no jogo (Foto: Anderson Papel/Artimidia Press)

Ranking dos campeões do Candangão

O Gama se isolou de vez como o maior campeão do DF com 12 títulos. O Brasiliense é o segundo, com nove. O Brasília fecha o pódio com oito canecos (clique aqui e veja a lista completa com todos os campeões do DF).

Nunes, ex-Brasiliense, foi um dos artilheiros do Gama no Candangão (Foto: Anderson Papel/Artimidia Press)

Primeiro tempo

Precisando do resultado, o Brasiliense começou pressionando o Gama. O Jacaré até criou boas oportunidades e dominava a partida. Porém, pecava nos arremates ao gol. Quando acertava, paravam na defesa gamense ou no goleiro Rodrigo Calaça. A história do jogo mudou aos 18 minutos. Tarta arriscou de fora de área, acertou um belo chute e abriu o placar para o Alviverde. Depois do gol, o técnico Ricardo Antônio mandou a campo Reinaldo e Peninha. O Brasiliense continuou atacando, mas não conseguiu reverter a pressão em gols. Já o Gama, jogava nos contra-ataques enquanto esperava acabar o primeiro tempo.

Tarta fez o primeiro gol do Gama na partida (Foto: Anderson Papel/Artimidia Press)

Os últimos 45 minutos

Como já era de se esperar, na volta do intervalo o jogo ficou ainda mais movimentado. Precisando fazer três gols para levar a partida para os pênaltis, o Brasiliense foi com tudo ao ataque. Porém, quem fez o gol foi o Gama. Novamente com um chute forte de fora da área, mas dessa vez quem fez foi Gilsinho, aos 11. Um minuto depois, o Brasiliense diminuiu com Platini. Aos 32, Maikon Leite empatou para o Jacaré. Porém a reação parou por aí, e o Brasiliense viu o Gama conquistar o título com uma vitória de 5 a 3 no placar agregado.

Gilsinho fez o segundo gol do jogo e levou a torcida do Gama ao delírio (Foto: Anderson Papel/Artimidia Press)

Fonte: GE – Globo Esporte – 20/04/2019

 

Tags

Artigos relacionados

Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar