27 de outubro de 2021
A terceira edição da Cidade da Segurança Pública (CSP), projeto que integra o Programa DF Mais Seguro, da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF), está no Gama.

Gama recebe 3ª edição da Cidade da Segurança Pública

Durante os quatro dias da Cidade da Segurança Pública no Gama, entre 29 de setembro e 2 de outubro, serão emitidas duzentas carteiras de identidade aos moradores. A confecção dos documentos será feita pelo Instituto de Identificação (II), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

Os interessados deverão comparecer ao ônibus do instituto, que ficará no estacionamento da Biblioteca Pública da região administrativa, munidos da certidão de nascimento, se solteiro, ou casamento, se casado ou divorciado. Os documentos deverão ser originais ou cópias, desde que autenticadas em cartório. Os atendimentos serão realizados das 9h às 14h.

A entrega dos documentos não será na hora. Eles serão disponibilizados em até cinco dias úteis após a confecção, no Na hora que fica no Shopping do Gama, ao lado do Estádio Bezerrão. O ônibus do instituto comporta o atendimento de até quatro pessoas simultaneamente mas, devido aos protocolos de distanciamento, haverá dois guichês em funcionamento.

Os moradores que não conseguirem solicitar o documento no local, poderão agendar o atendimento, também para o mesmo posto. “Além da confecção dos cinquenta documentos diários, serão disponibilizadas vagas para agendamento, também para o Na Hora que funciona no shopping da região”, explica o chefe da Seção do Instituto de Identificação da Polícia Civil do DF, Venceslau Franco.

Franco alerta, ainda, sobre a gratuidade da primeira via do documento no DF. “Lembrando que a primeira via da carteira de identidade no Distrito Federal é gratuita, independente do cidadão ter identidade em outra unidade da Federação”, completa.

Para a segunda via do documento haverá cobrança de R$ 42,00, salvo em casos de isenção (veja abaixo). Para o pagamento, o interessado deverá depositar o valor na agência nº 100, conta corrente nº 013.094-8, do Banco de Brasília – BRB.

A movimentação financeira deverá ser feita diretamente no caixa ou por meio de transferência eletrônica no terminal de autoatendimento, em nome do Fundo de Modernização, Manutenção e Reequipamento da Polícia Civil (FunPCDF).

Isenção de taxa será permitida nos seguintes casos
– Deficientes, independentemente de rendimentos
– Pessoas carentes, uma única vez, caso a renda mensal não seja superior a um salário mínimo
– Quem teve o documento roubado, desde que tenha sido instaurado inquérito policial após o registro da ocorrência
– Idosos, quando for necessária a impressão da expressão maior de 65 anos
– Aqueles que tiveram a carteira de identidade expedida com erro de transcrição de dados ou de digitação

Segurança sanitária

Para proteção dos papiloscopistas e população, serão aplicados todos os protocolos sanitários. Os policiais farão a organização do espaço, de modo que não haja aglomeração de pessoas no mesmo ambiente, como preconiza os procedimentos indicados por órgãos oficiais de saúde. “O uso de máscaras e utilização de álcool em gel serão cobrados, pois é necessário que haja certa aproximação para confecção do documento entre o atendente e o usuário, já que além da foto, é feita a coleta das digitais”, afirma Franco.

Com informações da Secretaria de Segurança Pública do DF

Israel Carvalho

Diretor-Presidente do portal Gama Cidadão, Jornalista nº. DRT 10370/DF, Multimídia e Internet Marketing.

View all posts by Israel Carvalho →