Notícias

Inaugurada a nova sede da Subseção do Gama

foto

Brasília, 25/09/2012 – Para finalizar as inaugurações das subseções e salas de apoio promovidas pela OAB/DF, os advogados do Gama ganharam nova sede para a Subseção, ao lado do Fórum Desembargador José Fernandes de Andrade, em imóvel que possui 167m² em três pavimentos.

O presidente Francisco Caputo ressaltou a importância das instalações para a cidade do Gama. “Hoje é um dia histórico para a advocacia gamense. Esta sede era um sonho de todos nós, e para que este desafio fosse realizado tivemos, principalmente, o apoio do Conselho Federal da OAB. E eu sempre falava à diretoria da Seccional que não sossegaria enquanto não devolvesse aos advogados do Gama a dignidade e o respeito merecidos”.

As instalações da Subseção do Gama seguem o padrão adotado no Edifício Maurício Corrêa e nas demais salas. Está equipada com 14 computadores, impressora, xérox, rede wi-fi e digitalização. Foram disponibilizadas duas salas para atendimento privativo de clientes, secretaria, copa com geladeira e micro-ondas, espaço gourmet e um gabinete para a diretoria da Subseção.

O prédio também foi preparado com um auditório para receber cursos e palestras da Escola Superior de Advocacia do Distrito Federal (ESA/DF), proporcionando mais comodidade e proximidade dos advogados da cidade com a escola.

Resgate da dignidade

O presidente da subseção, Demas Correia Soares, comemorou a conquista. “Hoje é um dia de festa para os advogados do Gama. Era necessário buscar o resgate da dignidade da Subseção, que foi presenteada com um espaço amplo, moderno e confortável. A partir deste momento, podemos proporcionar aos advogados que não possuem escritório particular um espaço digno para atender seus clientes. Eu só tenho que agradecer à diretoria da Seccional por todo o apoio para a concretização deste sonho”.

Na década de 90, a OAB/DF conquistou um terreno para a construção da Subseção do Gama. A sede foi construída e se tornou uma referência para a advocacia e fundamental para a sociedade, pois abrigava o Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios e um juizado especial.

 “Inexplicavelmente, as diretorias que nos antecederam, da Seccional e da Subseção, devolveram o terreno e o prédio com as benfeitorias que a Ordem fez. O prejuízo para nossa Seccional foi tremendo, principalmente o institucional, e para isso ainda teremos que lutar muito para reconstruir a imagem dos advogados do Gama”, relembrou Caputo.

Reportagem – Priscila Gonçalves
Foto – Valter Zica
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF

Fonte: OAB/DF

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar
%d blogueiros gostam disto: