Mundial Sub-17: promessa é virar legado

O Gama já vive a expectativa de uma Copa do Mundo. Com obras de infraestrutura e medidas de remanejamento de trânsito, a Administração da Região está pronta para receber os melhores jogadores Sub-17 do mundo. Na última semana, os preparativos finais para o Mundial foram concluídos, tanto na Região Administrativa quanto no Bezerrão, estádio que mais receberá jogos do torneio. A dois dias da abertura, o período de chuva no Planalto Central se mostra como um adversário da organização do torneio da FIFA.

Elias de Jesus, administrador da região, comentou ao Jornal de Brasília que nada das obras refere-se apenas à Copa do Mundo. Para ele, o trabalho feito dedica-se a uma espécie de legado – algo também visto na Copa do Mundo de 2014. “Não é apenas para o Mundial, nós abrimos o leque em termos de reestruturação de malha asfáltica, poda de árvores, limpeza de boca de lobo. Queremos receber bem e com segurança”, disse o gestor.

Da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), o entorno o Bezerrão recebeu a pintura dos estacionamento; da Companhia Energética de Brasília (CEB) lâmpadas para acabar com pontos escuros nas proximidades do estádio. A Novacap também realizou reformas nas calçadas que envolvem a praça esportiva.

Segundo a Administração Regional da RA, mutirões de limpeza foram organizados para impedir alagamentos, por exemplo. Na tarde de ontem, porém, uma pancada de chuva atingiu a região do Walmir Campelo Bezerra, e em poucos minutos vários pontos de alagamento eram visto na rua que separa o SESI Gama do estádio. Alguns trechos das calçadas também cederam com a força das águas.

Para o administrador, problemas com alagamentos na parte central da RA são mazela de muito anos na região. “Esse alagamento é quase natural, é histórico. A gente recebeu via Sesipe o projeto Mãos Dadas. Eles vieram para cá, limparam e reformaram boca de lobo, mas não é suficiente. Ali nas imediações do estádio, porém, todas foram limpas”, declarou.

O trânsito dentro da Região Administrativa, sempre um pesadelo para os gamenses, também será alterado. Constantemente problemático na dispersão de torcedores, o Bezerrão terá as principais vias de acesso fechadas. Entre o estádio e o Gama Shopping será erguida uma “rua do comércio”, onde ambulantes selecionados por chamamento público venderão os produtos.

Crédito: Divulgação FIFA

JB com adaptações – 24/10/2019