Destaque (Slide Show)EducaçãoNotíciasTecnologia e Ciência

Para levar conhecimento aos alunos, os “Edutubers” têm feito a diferença na hora do estudo

O Youtube é uma sala de aula sem fronteiras

Uma realidade bastante comum hoje em dia: mundo virtual. Além de proporcionar entretenimento, atualmente, muitos estão usando inúmeras ferramentas para o estudo. Entre eles, os “Edutubers”, professores que saíram da modalidade presencial e vislumbraram o meio digital como nova forma de passar conhecimento e se aproximar dos alunos sem limitações de tempo e espaço.

Os “Edutubers” são educadores que estão à frente de canais do Youtube, compartilhando ensinamentos, com vídeos de dicas, dúvidas, resoluções de questões ou até mesmo aulas de conteúdo programático. Cada um ao seu estilo, eles dominam técnicas para ter sucesso nesta sala de aula cibernética. E essa modalidade tem se tornado cada vez mais frequente entre professores. Os estudantes agradecem.

Com 25 anos de experiência em sala de aula, o professor de Física e Engenheiro Ivys Urquiza hoje é dono do canal Física Total, com mais de 377 mil inscritos. Considerado a maior comunidade de ensino exclusivo de Física, o educador que investiu no Youtube tem centenas de vídeos educativos com conteúdo relevante e acessível gratuitamente para os estudantes. “Com a mudança do ENEM, comecei a escrever um blog em 2011 que logo se tornou referência no assunto. Os leitores do blog sempre sugeriam que eu fizesse vídeo. Em 2013, atendendo a pedidos, comecei o canal” conta.

Ivys destaca como essa ferramenta é importante para ambas das partes. “Para o professor, a internet possibilita multiplicar o trabalho e se fazer presente em praticamente todos os lugares. Para o estudante, a possibilidade de escolher dentre os muitos professores disponíveis aquele que tem melhor didática para ele. Além de ter o conteúdo da aula disponível o tempo todo”, ressalta.

Para os novos seguidores dos “Edutubers”, o professor dá dicas essenciais. “Procure por canais que tenham o selo YouTube EDU. Assim você garante estar assistindo aulas sem erros de conteúdo. Atenção também para as playlists do canal. Nós professores temos por estratégia montar listas sequenciadas e concatenadas de vídeos (playlists) que facilitam o desenvolvimento do conteúdo e fixação do mesmo pelo estudante”, aconselha.

Ivys destaca também que ter disciplina é muito importante e na hora de assistir essas videoaulas é importante desligar-se de interferências externas e dar o máximo de atenção ao vídeo. Por serem divertidas, dinâmicas e criativas, as aulas na internet têm um formato mais antenado com as preferências dos jovens. O estudante Ícaro Sousa Lima está concentrado para os conteúdos do Enem 2018 e usa as videoaulas como ferramentas para os estudos. “Acompanho um canal no Youtube que, às 18 horas, promove aula ao vivo sobre os temas do Enem. Eles têm um conteúdo específico, mas geralmente fazem enquete sobre os assuntos que os inscritos têm mais dificuldade. Daí eles preparam durante a semana e fazem uma aula inteira sobre esses assuntos”, conta o estudante internauta.

Como Ícaro, milhões de brasileiros estão conectados no Youtube para estudar. “Saber que posso impactar milhões de estudantes e ajudar significativamente em sua preparação é meu maior incentivo. Por outro lado, criar uma comunicação ampla e eficiente, que atinja e ajude tanta gente, de tantos lugares diferentes, com histórias de vida tão particulares e necessidades também exclusivas é muito desafiador e estimulante”, finaliza o edutuber Ivys Urquiza.

Bolsas de estudo online

Para quem gosta da praticidade das videoaulas, uma outra alternativa do mundo virtual é recorrer aos estudos online. É possível fazer graduação, pós-graduação EAD com bolsas de estudo pelo Educa Mais Brasil. Os interessados podem acessar o site http://www.educamaisbrasil.com.br/gamacidadao, site parceiro do programa.

Vanessa Casaes – Ascom Educa Mais Brasil

Tags

Artigos relacionados

Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar
%d blogueiros gostam disto: