Eleições 2018Política

Paulo Octávio deve voltar para a política

Tempo de definições

Por Ana Maria Campos – Edy Amaro/Esp. Cb/D.A Press/Eixo Capital – 14/03/2018 – 11:33:36

O empresário Paulo Octávio está sendo incentivado a concorrer ao Senado nas próximas eleições. Ele tem o apoio do presidente nacional do PP, o senador Ciro Nogueira (PI), para se candidatar e pareceres jurídicos que garantem a sua elegibilidade, apesar da renúncia ao cargo de vice-governador em 2010. A decisão ainda não foi tomada, mas é bem possível que ocorra. Ele tem conversado com Alírio Neto (PTB), Jofran Frejat (PR) e com Tadeu Filippelli (MDB). Pode fazer uma dobradinha, na disputa ao Senado, com Alberto Fraga (DEM).

Há quatro anos… Um exemplo de como tudo pode mudar até a última hora

Um exemplo de como a roda gira na politica. Há exatos quatro anos, completados nesta segunda-feira, o ex-governador Joaquim Roriz recebeu um grupo de aliados políticos para um almoço. Logo depois da refeição, foi anunciada a chapa, considerada forte, para as eleições de 2014. José Roberto Arruda (PR) para o governo e Liliane Roriz, então no PRTB, como vice. Além de Roriz, avalizaram a aliança o então senador Gim Argello, que presidia o PTB, e o ex-senador Luiz Estevão, que comandava o PRTB. Meses depois, Liliane desistiu de ser a vice e hoje está inelegível, assim como Arruda e Gim, que além de tudo, cumpre pena em Curitiba, condenado por corrupção na Lava-Jato. Luiz Estevão também está distante do jogo, encarcerado na Papuda. E Roriz não acompanha mais as negociações políticas por questões de saúde.

Siga o dinheiro

R$ 2.274.348,96

É o valor de pregão eletrônico para contratação de empresa para prestação de serviços de mão de obra para apoio administrativo e auxiliares de gabinete na Secretaria de Fazenda, pelo período de um ano. O governo vai fazer nova licitação porque não pode mais prorrogar antigos contratos. São 48 terceirizados, entre secretárias-executivas, motoristas e pessoal de apoio. Tempo de definições

A deputada Liliane Roriz (PTB) precisa decidir logo seu destino político. A herdeira de Joaquim Roriz está inelegível, mas ainda pode brigar por um recurso na Justiça. O problema é também no PTB. Filha de Roberto Jefferson, a deputada Cristiane Brasil (PTB/RJ), que foi nomeada ministra do Trabalho, mas nunca tomou posse, e Liliane Roriz não se bicam.

Duas candidaturas de oposição

Está praticamente sacramentada a divisão entre as candidaturas de Jofran Frejat (PR) e de Alírio Neto (PTB). Os políticos vão migrar para uma ou outra. Ainda há no jogo o deputado Izalci Lucas (PSDB), que se coloca como pré-candidato. Mas, ao contrário dos outros dois, Izalci busca ainda apoio nacional. O articulador

O grande articulador da candidatura de Jofran Frejat (PR) hoje é o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (MDB).

Cotado

Presidente da Caesb no governo Roriz, Fernando Leite é um dos nomes cotados para ser vice do ex-deputado Jofran Frejat, por indicação de Tadeu Filippelli.

Sem subestimar o adversário

Uma pesquisa nas mãos de estrategistas de Jofran Frejat aponta uma rejeição alta ao governo de Rodrigo Rollemberg e ao próprio governador. Mas eles não subestimam o adversário. A avaliação é de que, se a eleição fosse hoje, daria segundo turno entre os dois. Ou terceiro turno das eleições de 2014.

Eleição na mão de poucos

A aposta entre os analistas políticos é de que a próxima eleição é imprevisível pelo número de abstenções e votos nulos. Pelo cenário de rejeição à política e aos candidatos, a decisão sobre quem vai governar o DF pode ficar na mão de poucos.

Só de vez em quando???

“A verdade de vez em quando precisa ser dita neste plenário”. Pode ter sido só força de expressão, mas a frase, do líder do governo, Agacel Maia (PR), assustou a plateia com concursados que acompanharam a sessão de ontem.

De delegado para delegado

O deputado Laerte Bessa (PR/DF) reagiu forte às declarações do presidente do PTB/DF, Alírio Neto, em entrevista ao CB.Poder, em que reforça sua disposição de concorrer ao Palácio do Buriti, promete reajuste para a Polícia Civil e defende a unificação das forças de segurança do DF, com exceção do Corpo de Bombeiros. Como Alírio, Bessa é delegado aposentado e atirou: “Ele é delegado mas nunca prendeu ninguém e não tem voto na Polícia Civil. Se diz deputado e nunca fez nada por Brasília. Ele é uma enganação e está tentando se cacifar lançando a candidatura ao GDF, usando dinheiro do mensalão, como é praxe do presidente do PTB, Roberto Jefferson, para se autopromover”. Essa briga não é de hoje…

Representantes do DF no Fórum Social Mundial

O secretário de Gestão do Território e Habitação (Segeth), Thiago de Andrade (foto), e o presidente da Codhab, Gilson Paranhos, estão em Salvador, para participar do Fórum Social Mundial. Foram convidados a expor as políticas públicas na área de habitação, regularização e planejamento urbano em um grande debate sobre o Direito à Cidade. Eles vão centrar as apresentações no debate da desocupação da Orla, no Habita Brasília, na regularização fundiária e nos processos de desburocratização do serviço ao cidadão. Eles viajaram sem custos para os cofres públicos. Vão pagar as próprias despesas.

Tags

Artigos relacionados

Veja Também

Fechar
Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar
%d blogueiros gostam disto: