Eleições 2018Política

Paulo Octávio deve voltar para a política

Tempo de definições

Por Ana Maria Campos – Edy Amaro/Esp. Cb/D.A Press/Eixo Capital – 14/03/2018 – 11:33:36

O empresário Paulo Octávio está sendo incentivado a concorrer ao Senado nas próximas eleições. Ele tem o apoio do presidente nacional do PP, o senador Ciro Nogueira (PI), para se candidatar e pareceres jurídicos que garantem a sua elegibilidade, apesar da renúncia ao cargo de vice-governador em 2010. A decisão ainda não foi tomada, mas é bem possível que ocorra. Ele tem conversado com Alírio Neto (PTB), Jofran Frejat (PR) e com Tadeu Filippelli (MDB). Pode fazer uma dobradinha, na disputa ao Senado, com Alberto Fraga (DEM).

Há quatro anos… Um exemplo de como tudo pode mudar até a última hora

Um exemplo de como a roda gira na politica. Há exatos quatro anos, completados nesta segunda-feira, o ex-governador Joaquim Roriz recebeu um grupo de aliados políticos para um almoço. Logo depois da refeição, foi anunciada a chapa, considerada forte, para as eleições de 2014. José Roberto Arruda (PR) para o governo e Liliane Roriz, então no PRTB, como vice. Além de Roriz, avalizaram a aliança o então senador Gim Argello, que presidia o PTB, e o ex-senador Luiz Estevão, que comandava o PRTB. Meses depois, Liliane desistiu de ser a vice e hoje está inelegível, assim como Arruda e Gim, que além de tudo, cumpre pena em Curitiba, condenado por corrupção na Lava-Jato. Luiz Estevão também está distante do jogo, encarcerado na Papuda. E Roriz não acompanha mais as negociações políticas por questões de saúde.

Siga o dinheiro

R$ 2.274.348,96

É o valor de pregão eletrônico para contratação de empresa para prestação de serviços de mão de obra para apoio administrativo e auxiliares de gabinete na Secretaria de Fazenda, pelo período de um ano. O governo vai fazer nova licitação porque não pode mais prorrogar antigos contratos. São 48 terceirizados, entre secretárias-executivas, motoristas e pessoal de apoio. Tempo de definições

A deputada Liliane Roriz (PTB) precisa decidir logo seu destino político. A herdeira de Joaquim Roriz está inelegível, mas ainda pode brigar por um recurso na Justiça. O problema é também no PTB. Filha de Roberto Jefferson, a deputada Cristiane Brasil (PTB/RJ), que foi nomeada ministra do Trabalho, mas nunca tomou posse, e Liliane Roriz não se bicam.

Duas candidaturas de oposição

Está praticamente sacramentada a divisão entre as candidaturas de Jofran Frejat (PR) e de Alírio Neto (PTB). Os políticos vão migrar para uma ou outra. Ainda há no jogo o deputado Izalci Lucas (PSDB), que se coloca como pré-candidato. Mas, ao contrário dos outros dois, Izalci busca ainda apoio nacional. O articulador

O grande articulador da candidatura de Jofran Frejat (PR) hoje é o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (MDB).

Cotado

Presidente da Caesb no governo Roriz, Fernando Leite é um dos nomes cotados para ser vice do ex-deputado Jofran Frejat, por indicação de Tadeu Filippelli.

Sem subestimar o adversário

Uma pesquisa nas mãos de estrategistas de Jofran Frejat aponta uma rejeição alta ao governo de Rodrigo Rollemberg e ao próprio governador. Mas eles não subestimam o adversário. A avaliação é de que, se a eleição fosse hoje, daria segundo turno entre os dois. Ou terceiro turno das eleições de 2014.

Eleição na mão de poucos

A aposta entre os analistas políticos é de que a próxima eleição é imprevisível pelo número de abstenções e votos nulos. Pelo cenário de rejeição à política e aos candidatos, a decisão sobre quem vai governar o DF pode ficar na mão de poucos.

Só de vez em quando???

“A verdade de vez em quando precisa ser dita neste plenário”. Pode ter sido só força de expressão, mas a frase, do líder do governo, Agacel Maia (PR), assustou a plateia com concursados que acompanharam a sessão de ontem.

De delegado para delegado

O deputado Laerte Bessa (PR/DF) reagiu forte às declarações do presidente do PTB/DF, Alírio Neto, em entrevista ao CB.Poder, em que reforça sua disposição de concorrer ao Palácio do Buriti, promete reajuste para a Polícia Civil e defende a unificação das forças de segurança do DF, com exceção do Corpo de Bombeiros. Como Alírio, Bessa é delegado aposentado e atirou: “Ele é delegado mas nunca prendeu ninguém e não tem voto na Polícia Civil. Se diz deputado e nunca fez nada por Brasília. Ele é uma enganação e está tentando se cacifar lançando a candidatura ao GDF, usando dinheiro do mensalão, como é praxe do presidente do PTB, Roberto Jefferson, para se autopromover”. Essa briga não é de hoje…

Representantes do DF no Fórum Social Mundial

O secretário de Gestão do Território e Habitação (Segeth), Thiago de Andrade (foto), e o presidente da Codhab, Gilson Paranhos, estão em Salvador, para participar do Fórum Social Mundial. Foram convidados a expor as políticas públicas na área de habitação, regularização e planejamento urbano em um grande debate sobre o Direito à Cidade. Eles vão centrar as apresentações no debate da desocupação da Orla, no Habita Brasília, na regularização fundiária e nos processos de desburocratização do serviço ao cidadão. Eles viajaram sem custos para os cofres públicos. Vão pagar as próprias despesas.

Tags

Artigos relacionados

Portal de Notícias Gama Cidadão o
Fechar
%d blogueiros gostam disto: